Insights

Prémios Sirius

3ª Edição

A Deloitte voltou a distinguir a excelência e o talento angolanos na 3ª edição dos Prémios Sirius, em 2013.

Saiba mais sobre os Prémios Sirius, nomeadamente as Categorias, o Júri , regulamento e vencedores da 3ª edição.

Categorias

A edição de 2013 dos Prémios Sirius compreendeu as seguintes categorias:

 

  • Prémio Empresa do Ano (Sector Financeiro)
    Avaliando a qualidade e alcance das estratégias e dos projectos e a qualidade, rigor e abrangência da informação publicada por empresas do sector financeiro angolano.

  • Prémio Empresa do Ano (Sector Não Financeiro)
    Avaliando a qualidade e alcance das estratégias e dos projectos e a qualidade, rigor e abrangência da informação publicada por empresas do sector não financeiro angolano.

  • Prémio Melhor Relatório de Gestão e Contas 
    Avaliando a qualidade da informação de gestão e financeira que a empresa produz anualmente sobre a sua actividade e performance ao longo do ano anterior.

  • Prémio Melhor Gestor do Ano
    Avaliando a qualidade, alcance e notoriedade do trabalho desenvolvido por um líder de uma Empresa ou Organização Pública ou Privada, dirigido a Gestores de Empresas e Organizações Públicas e Privadas.

  • Prémio Melhor Empreendedor do Ano 
    Avaliando empresários, gestores e líderes de organizações que, pela qualidade, relevância económica do desempenho e contributo, pelo potencial de futuro ou pelo papel que atribuem à inovação, contribuem para o desenvolvimento de Angola e, em particular, para a diversificação e/ou descentralização económica do país.

  • Prémio Melhor Programa de Responsabilidade Social
    Avaliando a qualidade e alcance dos projectos/iniciativas de responsabilidade social e dirigindo-se a Empresas e Organizações Públicas e Privadas.

  • Prémio Melhor Programa de Desenvolvimento do Capital Humano 
    Avaliando a qualidade, alcance e impacto dos programas de valorização do capital humano nas empresas e de captação e promoção de talento.

  • Prémio Melhor Programa de Educação Financeira no Sector Bancário 
    Avaliando programas e acções que contribuam para a elevação dos índices decultura e literacia financeira e para uma maior inclusão dos cidadãos e das famílias angolanasno quadro do funcionamento do sistema financeiro e das suas instituições.

Júri

Os Prémios Sirius são atribuídos mediante a avaliação dos nomeados pelo Júri, isento, independente e de indiscutível credibilidade.

 

Composição do Júri:

 

Professor Doutor Manuel Nunes Júnior (Presidente do Júri)
Dr. Henda Inglês
Dr. José Severino
Dra. Laurinda de Jesus Fernandes Hoygaard
Dr. Manuel Alves Monteiro
Dra. Vera Esperança dos Santos Daves

Imprensa

 

BIC Angola eleito banco do ano

O Banco BIC Angola foi distinguido com o prémio Sirius 2013 como melhor empresa do ano no sector financeiro. O prémio reconhece este banco como a instituição financeira com as melhores práticas de gestão empresarial em Angola. Os prémios Sirius são uma iniciativa da consultora Deloitte e visam distinguir a excelência, qualidade e melhores práticas na gestão empresarial, empreendedorismo e responsabilidade social.
Expresso/Economia 07-12-2013, pág. 33

 

Angola no seu melhor

Os Prémios Sirius 2013 voltaram a distinguir o que de melhor se faz em Angola. Dos 84 nomeados, o júri encontrou os oito vencedores: seis empresas e duas personalidades. A Deloitte distinguiu, mais uma vez, a excelência empresarial angolana na 3ª edição dos Prémios Sirius. Nomeados que estavam 84 empresas e empresários, em oito categorias, os prémios foram entregues a quatro bancos, duas petrolíferas e duas personalidades. Nos discursos de agradecimento do s vencedores, um facto saltou à vista: o trabalho em prol da comunidade e desenvolvimento da economia Isso foi, desde logo, perceptível nas palavras do presidente do júri, Manuel Nunes Júnior, quando referiu que "estamos perante um país genuinamente empreendedor. E um país assim só pode ter sucesso".
Expansão 06-12-2013, pág. 38

 

Prémios Sirius: os melhores da comunidade empresarial em 2013

A Deloitte distinguiu a excelência e o talento angolano na terceira edição dos prémios Sirius. Os galardões foram entregues aos melhores gestores, empresas, empreendedores e programas empresariais durante uma gala que decorreu num hotel da capital. Os prémios foram distribuídos por oito categorias, com realce para a de Melhor Programa de Educação Financeira do Sector Bancário, uma nova categoria que passou a integrar o elenco dos galardões este ano.
O País 06-12-2013, pág. 41

 

As Melhores Empresas do Ano

BPC, Chevron, BAI, BIC, BFA, Sonangol, BFA e Carlos Silva foram os vencedores da 3.ª edição dos Prémios Sirius, promovidos pela Deloitte. Com a estratégia de premiar a excelência, a qualidade e as melhores práticas de gestão das empresas do sector público e privado em Angola, a consultora Deloitte realizou na quinta-feira, dia 28, a 3.ª edição da gala dos Prémios Sirius, onde foram distinguidas oito categorias. Foram 32 as instituições participantes este ano, com uma forte presença de bancos.
Sol - Edição Angola 06-12-2013, pág. 22

 

Sirius. Premiados pela excelência empresarial

Duas empresas públicas foram distinguidas pela Deloitte com os Prémios Sirius nas categorias, empresa do ano no sector não financeiro e melhor programa de educação financeira no sector bancário. Tratam-se da Sonangol que se notabilizou na expansão dos seu negócios e o Banco de Poupança e Crédito (BPC), a primeira empresa bancária e, por sinal, a primeira premiada da gala, vencendo na categoria de "Melhor Programa de Educação Financeira".
Agora 06-12-2013, pág. 20

 

BPC destacado com melhor programa de educação financeira nos Prémios Sirius

O Banco de Poupança e Crédito (BPC) foi destacado na terceira edição dos Prémios Sirius, realizado no Hotel Epic Sana em Luanda, como a instituição que mais têm contribuído para literacia financeira e bancaria da sociedade angolana. Ao arrebatar a mais nova categoria que integra o certame, Melhor Programa de Educação Financeira no Sector Bancário, o PCA do Banco de Poupança e Crédito, Paixão Júnior, agradeceu a organização do evento e dedicou o prémio aos seus colegas. De acordo com o presidente do Júri dos Prémios Sirius, Manuel Nunes Júnior, existe uma forte correlação entre o desenvolvimento socioecónomico de um país, e a literacia e educação financeira do seu povo.
Economia & Mercado Online 06-12-2013, pág. 02:13

 

Melhores gestores de empresas recebem distinção

Os melhores de gestores de empresas em Angola foram distinguidos pelos Prémios Sírios, numa noite marcada pela emoção. Várias personalidades gestoras de empresas abandonaram os seus gabinetes e renderam-se ao júri dos prémios da Delloite. A noite começou por distinguir o Banco de Poupança e Crédito (BPC) e a petrolífera Chevron Cabinda Gulf Oil Company. Coube ao BPC arrebatar o prémio na categoria de "Melhor Programa de Educação Financeira do Sector Bancário". A Chevron notabilizou-se na classe de "Melhor Programa de Responsabilidade Social", enquanto o BAI arrebatou o prémio de "Melhor Programa de Desenvolvimento de Capital Humano". Coube ao BAI, receber o título de "Melhor Empresa do Ano do Sector Financeiro" e ao BFA o de "Melhor Relatório de Gestão de Contas". A noite viu ainda coroar Carlos Silva, o administrador do BPA, como "Melhor Gestor deste Ano". Gente mostra aqui alguns dos momentos que marcaram a noite dos Prémios Sírios.
Jornal de Angola 05-12-2013, pág. 43

 

Vencedores dos Prémios Sirius 2013

A Deloitte voltou a distinguir a excelência e o talento angolano na 3ª edição dos Prémios Sirius, cuja Gala de Entrega de Prémios decorreu no passado dia 28 de Novembro, no Hotel Epic Sana. Os bons exemplos e as melhores práticas voltaram a brilhar em 2013 e a confirmar a importância de uma iniciativa que homenageia a excelência e o contributo para o progresso e crescimento. Rui Santos Silva, Country Managing Partner da Deloitte, saudou “os nomeados e a comunidade empresarial com quem estes se relacionam, que são os protagonistas desta 3ª edição dos Prémios Sirius. Ao estarem aqui hoje estão já de parabéns, porque os seus desempenhos são, inequivocamente, exemplares. São eles os actores e os responsáveis pelo progresso e promoção da economia do país. São agentes da mudança e construtores do futuro. São os responsáveis por tornarem Angola um País cada vez mais competitivo, assegurando o seu crescimento, no caminho do sucesso”, conclui Rui Santos Silva. 
Africa Today Online 02-12-2013

 

O empresário do ano

O empresário angolano António Mosquito, que formalizou na semana passada a entrada no capital social da Controlinveste, grupo de comunicação português que inclui o “Dinheiro Vivo”, foi designado em Angola o “Melhor Empreendedor do Ano”, durante a atribuição dos Prémios Sirius pela consultora internacional Deloitte.
Angola24.net 02-12-2013

 

"Ainda há escassez de quadros"

Presidente do júri da edição 2013 dos Prémios Sirius, o economista Manuel Nunes Júnior afirma que em Angola há ainda uma grande escassez de quadros em quantidade e qualidade a vários níveis. Manuel Júnior defende, por isso, a aposta na educação, como base do sucesso económico do país. O economista e também docente universitário e presidente da Comissão de Economia e Finanças da Assembleia Nacional, afirma que os gestores que tiverem uma boa compreensão do que está a acontecer no mundo das tecnologias vão ser capazes de se adaptar e estar à frente dos principais competidores.
Jornal de Angola 02-12-2013, pág. 1/2

 

Bancos entre os melhores do "Prémios Sirius" de 2013

As instituições financeiras, em particular a banca, estiveram em evidência, quinta-feira à noite, durante a gala de premiação dos vencedores do “Prémios Sírius 2013”, ao conquistarem cinco das oito categorias em disputa, numa distinção que visa promover a excelência entre as empresas, empreendedores e gestores que operam em Angola.
TPA 02-12-2013

 

Os melhores do ano em Angola

Carlos José da Silva, fundador e presidente do Banco Privado Atlântico e da Interoceânico, que acumula com a vice-presidència do BCP desde o ano passado, foi considerado pela Deloitte o Melhor Gestor do Ano nos prémios Sirius - criados pela consultora há dois anos para reconhecer a "excelência e o talento" das empresas e empresários angolanos. Antes de fundar o BPA (2006), o banqueiro, de 47 anos, licenciado em Ciências Jurídicas pela Universidade de Direito de Lisboa, fundou o BESA (2001), juntamente com o Banco Espírito Santo, onde "desenvolveu trabalho considerado meritório". Na entrega dos prémios, que ocorreu no Epic Sana Luanda, na quinta-feira à noite, o country managing partner da Deloitte, Rui Santos Silva, destacou o papel de todos os nomeados e dos vencedores como "agentes da mudança e construtores do futuro.
Diário Notícias 01-12-2013, pág. 34

 

Deloitte distingue empresas e gestores de excelência

O presidente do Grupo GMA, António Mosquito, e o do Banco Privado Atlântico, Carlos Silva, venceram na quinta-feira o "Prémio Sírius 2013". Com eles, cinco bancos e duas petrolíferas foram premiadas, numa gala que decorreu numas das salas do Hotel Epic Sana. Entre as 63 instituições que tiveram o seu desempenho destacado, encontram-se o Banco de Poupança e Crédito (BPC), Banco Angolano de Investimentos (BAI), Banco Internacional de Crédito (BIC), Banco de Fomento Angola (BFA) e Banco Privado do Atlântico (BPA), as empresas Cabinda Gulf Oil Company (CABGOC - da Chevron) e Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (SONAN- GOL - EP). Os prémios distinguiram oito categorias, com a estilista angolana Nadir Tati a receber uma menção honrosa pelas suas constantes presenças em realizações internacionais, nas quais a bandeira de Angola tem sido levantada.
Jornal de Angola 30-11-2013, pág. 11

 

Prémios Sirius

Os vencedores da III edição dos Prémios Sírius foram anunciados nesta quinta-feira, em gala realizada num dos hotéis de Luanda, numa promoção consultora Deloitte. O prémio empresa do ano no sector financeiro foi atribuído ao banco BIC, enquanto o prémio empresa do ano no sector não financeiro ficou para a Sonangol EP. Os prémios de melhor relatório de gestão e contas e gestor do ano couberam ao BFA e a Carlos Silva.
Novo Jornal 29-11-2013, pág. 17

 

Economista considera oportunos "Prémios Sirius"

O economista Manuel Nunes Júnior considerou nesta quinta-feira, em Luanda, útil e oportuna a atribuição dos “Prémios Sírius” (lançada pela Deloitte Angola em 2011), por ser uma iniciativa que vem ganhando grande destaque na vida empresarial angolana e não só.
Angola Press 29-11-2013

 

Sector bancário é poderoso na educação financeira - economista

O sector bancário, pela natureza da actividade que prossegue, é um instrumento poderoso no processo de educação financeira, afirmou nesta quinta-feira o economista angolano Manuel Nunes Júnior, durante a gala de premiação dos vencedores do “Prémios Sírius”, uma iniciativa da auditora Deloitte Angola. 
Angola Press 29-11-2013

 

Deloitte Angola distingue empresas e gestores mais destacados de 2013

A empresa de auditoria Deloitte Angola premiou quinta-feira, em Luanda, os melhores gestores, empresas, empreendedores e programas empresariais de 2013, com os "Prémios Sírius", durante uma gala em que foram distinguidas oito categorias, com realce para a de Melhor Programa de Educação Financeira do Sector Bancário, inclusa apenas este ano. Em evidência estiveram o Banco de Poupança e Crédito (BPC), a petrolífera Chevron Cabinda Gulf Oil Company, o Banco Angolano de Investimentos (BAI), a Sociedade Nacional de Combústíveis de Angola (Sonangol EP), o Banco Internacional de Crédito (BIC), o Banco de Fomento Angola (BFA), o empresário angolano António Mosquito e o gestor Carlos Silva, do Banco Privado Atlântico (BPA).
Africa Today Online 29-11-2013

 

António Mosquito considerado "Melhor Empreendedor do Ano" em Angola

O empresário angolano António Mosquito, que formalizou esta semana a entrada no capital social da Controlinveste, grupo de comunicação que inclui o Dinheiro Vivo, foi designado "Melhor Empreendedor do Ano" em Angola, recebendo um dos prémios Sirius, iniciativa patrocinada pela consultora Deloitte.
Dinheiro Vivo Online 29-11-2013

 

Carlos Silva recebe prémio de gestor do ano

Carlos Silva, presidente do Banco Privado Atlântico (BPA) recebeu esta quarta-feira em Luanda, Angola, o prémio Sirius para melhor gestor do ano, atribuído pela Deloitte. O BPA foi o banco que assessorou financeiramente a operação que vai permitir ao empresário angolano, António Mosquito, adquirir 27,5% da Controlinveste Media, Carlos Silva, além de líder do BPA, vice-presidente do conselho de administração do BCP e presidente da Interoceânico, uma sociedade luso-angolana, que tem accionistas, entre outros, Daniel Proença de Carvalho, Pinto Balsemão, Rui Nabeiro e António Monteiro. O prémio Sirius, afirmam os seus promotores, "representa uma homenagem à excelência e ao contributo para o progresso e crescimento". 
Jornal Negócios 29-11-2013, pág. 32

 

São conhecidos os vencedores

Os vencedores do Prémio Sirius 2013, que distingue instituições e gestores angolanos que mais se evidenciam, são hoje anunciados ao público numa cerimónia realizada no Hotel EPIC Sana, em Luanda. Um total de 63 instituições públicas e privadas, assim como empresários com desempenho de referência, compõem a lista de nomeados a qualquer uma das oito categorias do prémio. A presente edição tem como novidade a criação da distinção para o “Melhor Programa de Educação Financeira no Sector Bancário”, que pretende premiar as empresas ou entidades que mais tenham contribuído para a literacia financeira e bancária da sociedade angolana.
jornaldeangola.com 28-11-2013

 

Tudo aposto para cerimónia de entrega Prémios Sirius

A Cerimónia de Entrega dos Prémios Sirius acontece esta Quinta-feira (28), no Hotel EPIC Sana, em Luanda, e irá juntar personalidades de diversos quadrantes da sociedade angolana para homenagear as instituições e gestores angolanos que mais se evidenciaram no ano anterior. A edição deste ano tem como novidade a criação do Prémio Melhor Programa de Educação Financeira no Sector Bancário, que pretende distinguir as empresas ou entidades que mais tenham contribuído para a literacia financeira e bancária da sociedade angolana.
AngoNotícias 26-11-2013

 

Prémios Sirius / 2013 já têm nomeados

A empresa de consultoria Deloitte, que anualmente premeia empresas e empresários que mais se destacaram na gestão e em acções de responsabilidade social e outras, realiza a 28 de Novembro a outorga dos Prémios Sirius, edição de 2013, em gala a ter lugar no hotel Epic Sana.
opais.net 25-11-2013

 

Antecipação da grande gala dos Prémios Sirius

TPA 24-11-2013

 

Prémio Sirius galardoa vencedores

Empresas e empresários que se destacaram em 2013 compõem a lista dos nomeados que vão receber o trofeu em 8 categorias que serão conhecidas na cerimónia de entrega de prémios já no dia 28 do corrente. A Deloitte, seguindo a sua estratégia de distinguir a excelência, a qualidade e as melhores práticas na gestão empresarial, no empreendedorismo e na responsabilidade social, volta a promover os prémios Sirius, uma iniciativa de reconhecimento dos melhores desempenhos da comunidade empresarial. O Júri, presidido pelo professor Manuel Nunes. Júnior, homologou os nomeados desta 3ª edição, que são divulgados em cada uma das oito categorias que este ano' estão consideradas.
Jornal de Economia & Finanças 15-11-2013, pág. 12

 

Vencedores dos Prémios Sirius serão conhecidos no próximo dia 28

De acordo com um comunicado de imprensa da empresa responsável pela organização do evento (Deloitte), foram já foi indicado a oito categorias desta edição, em especial "o melhor programa de desenvolvimento do capital humano", "melhor programa de responsabilidade social", "melhor programa de educação financeira no sector bancário" e "melhor empresário do ano". Completam a lista as categorias de "melhor treinador do ano", "melhor relatório de gestão e contas", " empresa do ano no setor financeiro" e "empresa do ano no sector não financeiro". O Prémio "Sirius" visa reconhecer o desempenho da comunidade empresarial, de acordo com a nota.
rna.ao 13-11-2013

 

Já são conhecidos os nomeados para os Prémios Sirius 2013

Prémios Sirius 2013 (DR) Empresas e empresários que mais se destacaram compõem a lista de nomeados em 8 categorias da edição 2013 dos Prémios Sirius Vencedores serão conhecidos na cerimónia de entrega de prémios, dia 28 de Novembro Luanda, 8 Novembro de 2013 – A Deloitte, seguindo a sua estratégia de distinguir a excelência, a qualidade e as melhores práticas na gestão empresarial, no empreendedorismo e na responsabilidade social, volta a promover os Prémios Sirius, uma iniciativa de reconhecimento dos melhores desempenhos da comunidade empresarial. O Júri, Presidido pelo Professor Manuel Nunes Júnior, homologou os nomeados desta 3ª edição, que são hoje divulgados em cada uma das oito categorias que este ano estão consideradas.
portaldeangola.com 12-11-2013

 

Concorrentes são conhecidos

A lista de nomeados a concorrer às oito categorias da edição 2013 dos Prémios Sirius que são entregues no final deste mês, contempla 63 instituições públicas e privadas, empresas e empresários que mais se destacaram no seu desempenho. No dia 28 de Novembro, cada um dos nomeados pode ser vencedor, na categoria em que se encontra inscrito, do prémio “Empresa do Ano no Sector Financeiro”, “Empresa do Ano no Sector Não Financeiro”, “Melhor Relatório de Gestão e Contas”, “Melhor Gestor do Ano”, “Melhor Empreendedor do Ano”, “Melhor Programa de Responsabilidade Social”, “Melhor Programa de Desenvolvimento do Capital Humano” e “Melhor Programa de Educação Financeira no Sector Bancário”.
Jornal de Angola 12-11-2013

 

Prémio Sirius divulga lista de nomeações

O Prémio Sirius, que todos os anos distingue empresas e gestores pela qualidade e melhores práticas, anunciou na sexta-feira a lista de nomeações para a edição deste ano. O prémio distingue vencedores em oito categorias: "Empresa do Ano do Sector Financeiro", "do Sector Não-Financeiro", "Relatório de Gestão de Contas", "Gestor do Ano", "Empreendedor", "Programa de Responsabilidade Social", "Programa de Desenvolvimento de Capital Humano" e "Programa de Educação Financeira no Sector Bancário". As nomeações incluem, geralmente, as grandes empresas, as quais chegam a figurar em duas e mais ategorias.
Jornal de Angola 10-11-2013, pág. 9

 

Deloitte premeia excelência empresarial

A consultora angolana agendou para Dezembro a entrega dos Prémios Sirius', um evento que visa galardoar as boas práticas da gestão empresarial. O evento que já vai na sua terceira edição terá a novidade de premiação à campanha sobre educação financeira, uma menção que visa despertar o sector bancário nos esforços do Governo para a cultura bancária no país.
Agora 19-07-2013 28

 

Prémios Sirius mantém Nunes Júnior de ''Pedra e cal''

Os prémios Sirius que distinguem instituições e gestores angolanos vão ter na sua terceira edição uma nova categoria para o Melhor Programa de Educação Financeira no Sector Bancário. Manuel Nunes Júnior continua de "pedra e cal" na presidência do jurado.
Angolense 19-07-2013, pág. 22

 

Prémio Sirius expande categoria

Edição de 2013 Prémio Sirius expande categoria. Trata-se da categoria que pretende distinguir as empresas ou entidades que mais tenham contribuído para a literacia financeira e bancária da sociedade angolana. Trata-se do Prémio Melhor Programa de Educação Financeira no Sector Bancário.
Expansão 19-07-2013, pág. 48

 

Boas práticas prestigiam gestores

Boas práticas prestigiam gestores. A Comissão de Mercado de Capitais (CMC) integra lista oficial do comité, encarregue de avaliar o desempenho das empresas e dos gestores a serem distinguidos nos "Prémios Sirius".
Jornal de Economia & Finanças 19-07-2013, pág. 13

 

Prémios Sirius não são politizados

O Presidente do Júri dos prémios Sirius, Manuel Nunes Júnior, admitiu nesta terça-feira, 16, em Luanda, a atribuição da distinção a personalidades políticas, mas rejeitou que os vencedores sejam escolhidos com base em simpatias políticas.
Novo Jornal 19-07-2013, pág. 37

 

Prémios de Excelência

Terceira edição do evento inova, distinguindo melhor programa de educação financeira. A terceira edição dos Prémios Sirius, organizada pela Deloitte e apresentada esta semana, tem uma novidade face às anteriores, com a criação de um prémio à empresa do sector financeiro com o melhor programa de educação financeira.
Sol - Edição Angola 19-07-2013, pág. 54

 

CMC no Júri dos Prémios Sirius

Comissão do Mercado de Capitais (CMC) foi convidada a integrar o Júri dos Prémios Sirius. A entidade será representada por Vera Daves, coordenadora na CMC da divulgação das boas práticas de governação corporativa. Organizados anualmente, desde 2011, pela Consultora Deloitte, os Prémios Sirius foram lançados como mecanismo para premiar e estimular o empreendedorismo e a boas práticas de gestão de gestores e empresas angolanas.
Semanário Económico, 18-07-2013

 

Deloitte apresenta a 3ª edição dos Prémios Sirius

Foi hoje oficialmente anunciada a 3ª edição dos Prémios Sirius, com algumas novidades, e cuja gala terá lugar no final do ano de 2013. Depois do sucesso alcançado nas duas edições anteriores, em 2012 e 2011, este será o terceiro ano consecutivo em que se realizam os Prémios Sirius.
Africa Today Online 17-07-2013

Vencedores

As melhores práticas de gestão das empresas angolanas foram premiadas em Luanda, no dia 28 de Novembro de 2013 num evento que teve lugar no Hotel EPIC Sana, em Luanda.

Conheça os vencedores e fique atento a mais notícias sobre este evento de entrega de prémios.

Empresa do Ano - no Sector Financeiro

BIC – Banco Internacional de Crédito



Fernando Teles - Presidente do Conselho de Administração


Empresa do Ano - Sector Não Financeiro

Sonangol E.P.

Fernando Roberto - Administrador da Sonangol


Melhor Relatório de Gestão & Contas

BFA - Banco de Fomento Angola

Emídio Pinheiro - Presidente da Comissão Executiva


Melhor Gestor do Ano

Carlos Silva - Banco Privado Atlântico

Carlos Silva - Presidente do Conselho de Administração


Melhor Empreendedor do Ano

António Mosquito – Grupo António Mosquito



Vera Daves (Membro do júri), três filhos de António Mosquito: Horácio Mosquito, Joana Mosquito, José Mosquito e Manuel Nunes Júnior (Presidente do júri)


Melhor Programa de Responsabilidade Social

Chevron - Cabinda Gulf Oil Company



Manuel Alves Monteiro (Membro do júri), Cesaltino Pedro - General Manager de Human Resources e Clay Neff - Manager Asset Development da Chevron e Manuel Nunes Júnior (Presidente do júri)


Melhor Programa de Desenvolvimento do Capital Humano

BAI - Banco Angolano de Investimentos

Laurinda Hoygaard (Membro do júri), João da Fonseca, Noelma Viegas D'Abreu e Simão Francisco Fonseca - Administradores Executivos do BAI, Manuel Nunes Júnior (Presidente do júri)


Melhor Programa de Educação Financeira no Sector Bancário

BPC - Banco de Poupança e Crédito



Paixão António Júnior - Presidente do Conselho de Administração

Nomeados

A Deloitte voltou a homenagear a excelência e as boas práticas do tecido empresarial angolano e a premiar os desempenhos que mais têm contribuído para iluminar o desenvolvimento e crescimento do país. Conheça as estrelas que mais brilharam na 3ª edição.

 

Nomeados para a categoria "Empresa do Ano (no Sector Financeiro)"

 

  • A Mundial Seguros;
  • BAI – Banco Angolano de Investimentos
  • Banco Millennium Angola
  • BFA - Banco de Fomento Angola
  • BIC – Banco Internacional de Crédito
  • BNI - Banco de Negócios Internacional
  • ENSA – Seguros de Angola
 

Nomeados para a categoria "Empresa do Ano (no Sector Não Financeiro)"

 

  • Bongani Investments & Consultants
  • Cosal - Comércio e serviços de Angola
  • Cuca - BGI
  • GAM - Grupo António Mosquito
  • Grupo Genius Mineira
  • Grupo GEMA
  • Movicel
  • PTF - Projecto Terras do Futuro
  • Pumangol
  • Refriango
  • SISTEC - Sistemas, Tecnologias e Indústria
  • Sociedade Mineira de Catoca
  • Socolil - Sociedade Comercial Lizena
  • Sonangol E.P.
  • Unitel
  • Vidrul – Vidreira de Angola
  • Grupo Zahara - Kero
 

Entidades nomeadas para o prémio "Melhor Relatório de Gestão e Contas"

 

  • BAI - Banco Angolano de Investimentos
  • Banco Millennium Angola
  • Banco Keve
  • Banco Sol
  • BFA - Banco de Fomento Angola
  • BIC – Banco Internacional de Crédito
  • BNI - Banco de Negócios Internacional
  • BPA - Banco Privado Atlântico
  • BPC – Banco de Poupança e Crédito
  • ENSA - Seguros de Angola
  • Sociedade Mineira de Catoca
  • Sonangol E.P.
  • TAAG – Linhas Aéreas de Angola
  • TPA – Televisão Pública de Angola
 

Nomeados para o prémio "Melhor Gestor do Ano"

 

  • Carlos Silva (BPA)
  • Francisco Lemos José Maria (Sonangol)
  • José Patrício (Genius)
  • Manuel Gonçalves (ENSA)
  • Manuel Monteiro (Ferti)
  • Mário Barber (BAI)
  • Rui Cruz (IMOGESTIN)
  • Rui Santos (Sistec)
 

Nomeados para a distinção "Melhor Empreendedor do Ano"

 

  • Agostinho Kapaia (Opaia)
  • António Mosquito (GAM)
  • Bartolomeu Dias (Grupo Bartolomeu Dias)
  • Carla Fátima Diogo (Cafago)
  • Elias Piedoso Chimuco (Chicoil)
  • Eugénio Neto (GLS Holding)
  • João Jardim (Angolaves)
  • Leonor Carrinho (LC&F)
  • Maria do Carmo do Nascimento (FME)
  • Teddy Almeida (Bongani Investments)
 

Nomeados para o prémio "Melhor Programa de Responsabilidade Social"

 

  • Banco SOL
  • BESA - Banco Espírito Santo de Angola
  • BPA - Banco Privado Atlântico
  • Chevron - Cabinda Gulf Oil Company
  • Endiama - Fundação Brilhante
  • ENSA – Seguros de Angola
  • Odebrecht Angola
  • Refriango - Indústria e Comércio Geral
  • Sociedade Mineira de Catoca
  • Sonangol E.P.
 

Nomeados para a categoria "Melhor Programa de Desenvolvimento do Capital Humano"

 

  • BAI - Banco Angolano de Investimentos
  • BP - British Petroleum
  • BPA - Banco Privado Atlântico
  • BPC – Banco de Poupança e Crédito
  • Chevron - Cabinda Gulf Oil Company
  • ENSA – Seguros de Angola
  • ESSO
  • Odebrecht Angola
  • Sonangol E.P.
  • TOTAL
  • Unitel
 

Nomeados para o prémio "Melhor Programa de Educação Financeira no Sector Bancário"

 

  • Banco Keve
  • Banco SOL
  • BFA - Banco de Fomento Angola
  • BIC - Banco Internacional de Crédito
  • BMF - Banco BAI Micro Finanças
  • BPA - Banco Privado Atlântico
  • BPC - Banco de Poupança e Crédito 

Regulamento

1. De uma forma totalmente empenhada e crescentemente visível, a Deloitte tem apoiado a dinamização da economia angolana e a qualificação e sofisticação dos seus principais actores, com destaque para o sector público administrativo e empresarial, as empresas privadas e os seus líderes e quadros superiores. -

2. A exemplo daquilo que tem feito junto das principais praças internacionais, a Deloitte quer, também em Angola, contribuir para que as boas práticas de gestão, a qualificação, a eficiência e, em geral, a excelência, sejam identificadas, conhecidas de todos e reconhecidas pelo seu mérito, por forma a que constituam exemplos a seguir.

3. Assim, a Deloitte entendeu oportuno lançar os Prémios Sirius, destinados a, anualmente, premiarem uma ou mais categorias a concurso.

4. Os Prémios dirigem-se, em geral:

  • a empresários e empreendedores;
  • a organizações e entidades da administração pública, central e local;
  • a empresas e organizações não públicas; podendo as categorias postas a concurso dirigir-se a um ou mais destes grupos de destinatários.

5. O regulamento dos Prémios Sirius deverá, em cada ano, caracterizar os Prémios que estarão em concurso, enunciando as boas práticas a serem avaliadas e os critérios de selecção e atribuição final de prémios.

6. A edição de 2013 dos Prémios Sirius compreende várias categorias.

7. Por proposta dos Promotores da iniciativa e/ou do Júri, poderão ser anualmente adicionadas, eliminadas ou alteradas categorias que compõem os Prémios Sirius.

8. Por proposta dos Promotores da iniciativa e/ou do Júri, poderão ser anualmente criados um ou mais prémios especiais, desde que dirigidos à distinção das boas práticas na gestão e qualificação das empresas nacionais.

9. A Deloitte selecciona o presidente do Júri e, em articulação com este, procede à nomeação dos restantes elementos do Júri. O Júri é composto por pessoas de reconhecida competência e idoneidade. O Júri poderá constituir, no seu seio, grupos de trabalho mais restritos, para levar a cabo certos procedimentos específicos de acompanhamento dos trabalhos de selecção, recolha de informação e preparação do processo final de avaliação e escolha dos premiados.

10. O Júri terá as seguintes atribuições:

  • Garantir o rigor e a transparência de todos os procedimentos relacionados com os processos de recolha de informação, análise e atribuição dos prémios;
  • Deliberar, de forma competente e independente, sobre os vencedores em todas as categorias postas a concurso;
  • Proceder à definição e revisão dos critérios relativos à selecção de candidatos nas diversas categorias;
  • Resolver, de uma forma clara e justa, as situações de conflitos de interesses com que se confronte, se aplicável;
  • Veicular à entidade organizadora as sugestões, os comentários e as recomendações que entenda poderem contribuir para a melhoria da qualidade da iniciativa e para o melhor cumprimento dos respectivos objectivos;
  • Deliberar, se assim o entender adequado, não atribuir um ou mais prémios, bem como, atribuir menções honrosas;
  • Participar no processo de definição de métodos e processos de recolha de informação por parte de técnicos da Deloitte, tendo em vista a elaboração de relatórios, sínteses e outro material informativo de suporte às análises e decisões que lhe caiba tomar.

11. O Presidente do Júri tem voto de qualidade, cabendo-lhe a organização e a condução dos trabalhos deste órgão, assim como, a sua representação, sempre que necessária.

12. Todas as deliberações do Júri têm carácter definitivo e não são susceptíveis de recurso.

13. A Organização e o Júri podem decidir que uma ou várias categorias de prémios sejam, previamente a serem submetidas à apreciação final pelo Júri, objecto de uma auscultação junto de um Colégio Eleitoral, chamado a expressar quais as suas preferências para as categorias em consulta; os termos desta consulta e o alcance dos respectivos resultados, serão definidos previamente.

14. A Deloitte não interferirá com o Júri ou com qualquer dos seus membros, em fase alguma, na análise e discussão sobre a nomeação e avaliação dos candidatos, ou sobre as votações e atribuições dos prémios.

15. A Deloitte e o Júri desenvolverão todos os esforços no sentido de que esta se revista dos mais elevados padrões de qualidade e rigor, designadamente quanto à fiabilidade, actualidade e objectividade da informação e do respectivo processo de obtenção de mesma. Contudo, declinam qualquer responsabilidade civil ou criminal resultante de erros, falhas ou omissões que possam vir a ocorrer durante o processo de nomeação, votação e atribuição dos prémios.

16. A comunicação dos vencedores será mantida confidencial até à cerimónia de entrega de prémios.

17. A marca, o logótipo e outros materiais especificamente desenhados para esta iniciativa estão protegidos por direitos de autor e não podem, em circunstância alguma, ser utilizados sem a autorização explícita da Deloitte.

18. Os dados pessoais, assim como todo o tratamento da informação, serão mantidos em estrita confidencialidade e não serão, em caso algum, utilizados para outros fins.

19. A Deloitte poderá protocolar com um ou mais meios de comunicação social, por forma a elevar os níveis de percepção, notoriedade e divulgação da iniciativa, dos seus objectivos, dos vencedores e dos eventos que tenham lugar; o Júri e cada um dos seus membros disponibilizar-se-ão, na medida das suas disponibilidades, para colaborarem neste processo, sempre que para tal sejam solicitados.

20. O Júri poderá decidir alterar, sem aviso prévio, as regras constantes do presente regulamento. 

Alguma dúvida contacte contacte sirius@deloitte.co.ao.

Gala da 3ª Edição dos Prémios Sirius

Sirius 2013 - Gala de Entrega de Prémios

 

Prémios Sirius 2013 - Distinção Nadir Tati

 

Fotogaleria Prémios Sirius 2013
Veja aqui algumas das fotografias mais marcantes deste evento.

Did you find this useful?