Insights

Editorial

Prémios Sirius 2015

Mensagem editorial do Presidente do Júri dos Prémios Sirius, o Professor Manuel Nunes Júnior, que partilha as motivações que estão por detrás deste trabalho que vem sido desenvolvido com todos rigor e excelência.

Consulta aqui a mensagem na integra.

Os Prémios SIRIUS granjearam já o respeito e a aceitação da comunidade financeira e empresarial nacional, fruto de um trabalho conjunto entre a Deloitte, o Júri dos Prémios e a comunidade empresarial angolana, cumprindo os propósitos que, desde a primeira hora, estiveram na base desta louvável iniciativa.

Ora, na ocasião desta 5ª Edição dos Prémios, é oportuno recordar alguns desses propósitos.

Um primeiro propósito prende-se com a preocupação em chamar a atenção para temas que assumem particular relevância no desempenho das organizações, dos seus dirigentes e colaboradores e, em geral, de todos quantos contribuem para o respectivo bom desempenho. Recordo, a esse título, a qualidade e o rigor da informação de gestão e financeira que se pretende que as empresas divulguem ao mercado, a abrangência e o impacto das políticas de valorização da capacitação humana, essenciais para a captação e retenção de talento e para a criação de um quadro de princípios e de valores que constituem uma indispensável base para a sustentação de um projecto empresarial competitivo e sustentável a médio/longo prazo.

A par disso, as políticas de responsabilidade social, de identificação e gestão de riscos, a qualidade do controlo e auditoria interna ou a atenção dada à compliance, são temas que, dentre outros não menos relevantes, ficam debaixo do escrutínio dos prémios SIRIUS, parecendo-nos inquestionável que a melhor forma de promover as boas práticas de governação empresarial prosseguidas pelos que se distinguem pela excelência são a melhor forma de promover essas boas práticas e uma atitude nova de rigor e transparência.

A par disso, os SIRIUS dão um particular destaque ao empreendedorismo, verdadeiro motor de uma economia que se quer mais competitiva e aberta, fazendo da inovação e da criatividade suportes para uma economia mais sustentável.

Manter os Prémios SIRIUS actuais e próximos das aspirações e dos desafios que a cada momento se colocam à economia nacional é um desafio de todos nós. Sabemos bem como a economia global e, por conseguinte, também a angolana, vêm sendo sacudidas por inusitados níveis de incertezas e desafios complexos e exigentes.

Temos igualmente presente que, nunca como nos dias de hoje, as disponibilidades financeiras para prosseguir políticas que induzam investimento produtivo foram tão disputadas. Ora, esta realidade não pode passar despercebida. Daí que, o Júri e a Deloitte tenham entendido por bem criar uma categoria nova, um novo Prémio, com o objectivo de identificar projectos de investimento directo estrangeiro que, pela sua qualidade, impacto e relevância, seja na criação de emprego, seja na contribuição para a balança comercial nacional, dentre outros indicadores relevantes, mereça a nossa distinção e admiração.

No mais, manteremos as categorias de Prémios que têm feito afirmar os SIRIUS, sublinhando dimensões como a relevância da informação de gestão e financeira, o valor da capacitação humana nas organizações, o papel da responsabilidade social na ligação das organizações à comunidade e na sua valorização, o papel do sistema financeiro na inclusão social ou a qualidade dos líderes e gestores angolanos. Move-nos, como sempre foi o caso, a determinação em apontar o exemplo dos melhores, promovendo a excelência, o talento e as boas práticas.

Em meu nome pessoal e em nome do Júri dos Prémios SIRIUS, formulo votos de que a 5ª edição dos Prémios contribua para afirmar os princípios e valores que nos movem desde a primeira hora, contribuindo para o desenvolvimento e progresso social, cultural e económico do nosso país.

 

Manuel Nunes Júnior

Presidente do Júri dos Prémios SIRIUS

 

 

Did you find this useful?