Comunicados de Imprensa

Deloitte lança 9ª edição do estudo Banca em Análise

Com interesse

As instituições financeiras angolanas aumentaram em 14% o crédito concedido a clientes no ano de 2013, face ao ano anterior. No mesmo período registaram um crescimento de 12% no volume de activos e de 13% nos resultados líquidos. Estas são as primeiras conclusões que a Deloitte Angola retirou ao realizar pelo nono ano consecutivo o estudo Banca em Análise, cuja divulgação ocorre hoje no hotel EPIC Sana, em Luanda, com a presença do Ministro das Finanças, e do Governador do Banco Nacional de Angola.

Rui Santos Silva, Country Managing Partner da Deloitte Angola assinala que “observámos um assinalável aumento do volume de activos da banca nacional, acompanhado por um também assinalável aumento dos resultados consolidados do sector”. No entanto e no que diz respeito aos desafios, também refere que “assistimos, durante o ano de 2013, a um crescimento do nível de incumprimento no crédito concedido, e já este ano, à necessidade de intervenção do Banco Central numa instituição relevante do sector”.

Nos principais indicadores de resultados consolidados de todo o sistema bancário, destaca-se o crescimento dos activos em 12% atingindo os 6.621 mil milhões de Kwanzas. Os depósitos de clientes registaram um aumento em 17% para um valor total de 4.637 mil milhões de Kwanzas. O crédito concedido subiu 14% para 2.710 mil milhões de Kwanzas e igual crescimento foi verificado no lucro líquido do conjunto da banca atingindo 92 mil milhões de Kwanzas.

 

NOVO ESTUDO SOBRE QUALIDADE DOS SERVIÇOS FINANCEIROS

A qualidade dos serviços financeiros prestados em Angola foi objecto de um estudo lançado hoje pela Deloitte Angola pela primeira vez, à margem da 9ª edição do Banca em Análise. Este estudo surge em resposta a um desafio anteriormente lançado pelo Governador do Banco Nacional de Angola. O tema será abordado durante a apresentação numa conferência que contará com a visão de gestores de outros sectores de actividade que darão a sua visão como utilizadores dos serviços financeiros, estando prevista a presença de sectores diversos da nossa economia – do painel farão parte gestores de organizações como a TPA, Catoca, Imogestin, Grupo Opaia e Terras do Futuro.

Rui Santos Silva reitera a importância de contar com “uma visão externa ao sector financeiro, com o contributo de reconhecidos gestores que partilham a sua visão sobre o papel da banca na actividade das suas organizações.”

 

Para mais informações contacte-nos.

Sobre o evento Banca em Análise

- Banca em Análise é o estudo de referência do sistema financeiro angolano que a Deloitte realiza desde 2006, apresentando este ano a sua 9ª Edição. Compara os bancos em termos de dimensão, rentabilidade e eficiência, juntando estudos globais da economia e do sector, bem como entrevistas com os seus protagonistas.

- Estudo sobre a Qualidade de Serviço Financeiro é um novo trabalho de análise da Deloitte, elaborado este ano pela primeira vez que tem como objectivo avaliar a qualidade dos serviços financeiros prestados pelos bancos com actividade comercial.

- Observatório da Inclusão Financeira (OIF) é uma plataforma de diálogo e colaboração entre agentes económicos, órgãos reguladores, instituições financeiras e sociedade civil no processo de inclusão da população num sistema financeiro acessível e transparente. O mais recente artigo e caso de estudo do OIF foram tornados públicos na 9ª edição do evento “Banca em Análise”.

Sobre a Deloitte

“Deloitte” é a marca sob a qual dezenas de milhares de profissionais, trabalhando em firmas independentes espalhadas por todo o mundo, colaboram na prestação de serviços profissionais a clientes nos mais diversos sectores de atividade. A Deloitte iniciou a sua operação em Angola em Maio de 1997, com um escritório em Luanda, prestando serviços profissionais de Auditoria, Consultoria Fiscal, Consultoria de Gestão e Outsourcing, em todos os sectores económicos.

Tendo em conta o seu potencial de crescimento e os desafios perspectivados, a prática angolana integra uma rede de firmas permitindo que os seus profissionais desenvolvam competências segundo os padrões internacionais de uma estrutura líder nos serviços que presta. Os escritórios de Angola contam atualmente com cerca de 270 profissionais que partilham os valores e a motivação de todo o universo Deloitte: fazer sempre mais e melhor pelos clientes.

A Deloitte tornou-se uma das maiores e mais respeitadas marcas de serviços profissionais no país, contribuindo para a modernização e desenvolvimento das práticas de gestão e, consequentemente, para o progresso económico. Colabora com os principais grupos económicos e empresas nacionais, num diversificado leque de projetos estratégicos e operacionais.

Did you find this useful?