Artigo

Banca em Análise 2017

Com interesse

É com enorme prazer que a Deloitte apresenta a 12ª edição do estudo Banca em Análise.

O trabalho desenvolvido representa uma iniciativa de referência da Deloitte, em Angola, um mercado onde temos assistido nos últimos anos a um progressivo desenvolvimento da actividade financeira.

O sistema financeiro assume um papel de destaque na economia angolana, funcionando como um motor para o desenvolvimento do país, bem como um forte aliado do progresso tecnológico e da inclusão social. É desta forma nosso objectivo apresentar aos principais agentes deste sector, informação que permita fazer um balanço do passado e projectar o futuro.

Apesar de em 2016 se ter assistido a uma evolução positiva de alguns indicadores macroeconómicos mundiais, a redução sentida nos preços do petróleo continua a marcar o contexto económico angolano. O novo Executivo terá pela frente, também, o desafio de continuar a promover a diversificação da economia, no qual o sector bancário desempenha um papel fundamental.

Assistimos em 2016 a uma trajectória positiva do sector, sendo de destacar o aumento global da margem financeira e dos resultados líquidos.

De forma complementar aos números do sector, é relevante destacar o processo de adopção das Normas Internacionais de Contabilidade e Relato Financeiro. Este processo deverá permitir, no futuro, uma maior comparabilidade entre as demonstrações financeiras das instituições, bem como o incremento de relatórios de acompanhamento dos principais riscos da actividade bancária e dos requisitos de fundos próprios.

Como sinal da evolução do sector financeiro,  sublinho o Índice da Qualidade dos Produtos e Serviços Bancários, desenvolvido pelo Banco Nacional de Angola. Este índice pretende assumir-se como um relevante instrumento de recolha de informação sobre as necessidades e grau de satisfação dos Clientes, que potencia a qualidade dos serviços disponibilizados.

Tal como nas edições anteriores, voltamos a contar com o valioso contributo dos líderes da banca, que fazem um balanço sobre o ano que decorreu e partilham as suas expectativas e desafios para o futuro do sector e para as instituições que lideram.

É nossa convicção que a informação apresentada neste estudo indicia o esforço feito por todos os agentes do sector financeiro. Fornece também tópicos para reflexão que poderão contribuir para atingir o objectivo que nos une a todos, o desenvolvimento sustentado de Angola e da sua população.

 

Duarte Galhardas

Country Managing Partner

Deloitte Angola

Did you find this useful?