Releases para imprensa

Confiança do investidor diminui, mas o atual cenário econômico ainda apresenta oportunidades para fundos de investimento no Brasil

Release para imprensa

Estudo da Deloitte e da Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP) aponta que a confiança para realização de investimentos na economia global para o próximo ano apresenta queda;

As economias emergentes como o Brasil, na visão dos fundos de private equity, são as que enfrentam mais desafios, mas também apresentam boas oportunidades.

A confiança dos investidores em relação à economia global diminui para o próximo ano, cenário que é corroborado pelos grandes desafios pelos quais passam países emergentes, entre eles, o Brasil. Esse é um dos principais destaques da pesquisa Tendências Globais em Private Equity e Venture Capital, realizada pela Deloitte e pela Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP). Realizado entre maio e junho deste ano, o estudo aferiu os níveis de confiança e as opiniões de 208 gestores de fundos de private equity e venture capital de 15 países, sendo 17 com atuação no Brasil.

Estados Unidos, Israel, Canadá e China mantiveram-se com as melhores avaliações quanto à nota de confiança dos fundos globais para a realização de investimentos, enquanto o Brasil apresentou queda nesse quesito. Entretanto, os fundos atuantes no Brasil depositam confiança em investimentos na economia local. Quando questionados sobre os principais desafios do Brasil, os investidores locais afirmam que impostos mais baixos e infraestrutura deveriam ser as prioridades do governo.

Um levantamento adicional realizado pela Deloitte exclusivamente no Brasil, com nove fundos de private equity e venture capital que atuam no País, apontou os desafios, as oportunidades e o que eles buscam localmente. Esse recorte foi realizado, por meio de formulário eletrônico, no início de setembro e apontou que o cenário de escassez de crédito bancário no mercado é uma oportunidade para os fundos que atuam no Brasil, de acordo com 89% dos gestores ouvidos.

“O crédito escasso estimula alternativas e, entre elas, a obtenção de recursos por meio de fundos aparece como uma grande oportunidade para as empresas neste momento. Inclusive, esses gestores que atuam no País estão capitalizados e enxergam no mercado local uma boa chance de investimento, mesmo com as incertezas da economia”, afirma Reinaldo Grasson, sócio que lidera a estrutura de Corporate Finance Advisory (CFA) da Deloitte.

Confiança para investimentos nos países

Os participantes da pesquisa Tendências Globais em Private Equity e Venture Capital avaliaram a confiança dos investidores no ambiente global de venture capital, os fatores mercadológicos que impactam as decisões e as realizações de investimentos nos principais mercados globais. Os níveis de confiança foram medidos numa escala de 1 a 5, tendo a nota 5 como o mais alto nível de confiança.

O estudo mostra que a confiança da indústria de private equity e venture capital na economia global para o próximo ano recuou de 3,20 para 3,11, na comparação com as notas atribuídas na edição anterior do levantamento para este ano, enquanto o nível médio de confiança desses gestores na economia de seus respectivos países subiu de 3,40 para 3,46.

As notas de confiança para realização de investimentos, entre os 11 países destacados, apontam que o Brasil passou da 7ª para a 9ª colocação neste ano, à frente do México e da Rússia. Estados Unidos, Israel, Canadá e China se mantiveram nas primeiras colocações.   

Notas de confiança para investimentos nos países destacados
As notas são provenientes dos investidores globais participantes da pesquisa

Países

Notas

2015

2014

Estados Unidos

4,17

4,03

Israel

3,90

3,71

Canadá

3,60

3,48

China

3,53

3,27

Reino Unido

3,51

3,36

Índia

3,31

3,08

Austrália

3,19

3,22

Japão

2,95

2,89

Brasil

2,70

3,13

México

2,43

n.a.

Rússia

1,82

n.a.

Regiões

 

América Latina

2,51

2,76

Europa

3,20

2,94

Sudeste Asiático

3,24

3,31

 

De acordo com Clovis Meurer, vice-presidente da Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP), “as oportunidades de investimento em determinadas atividades da economia, com inovação e tecnologia, nas áreas de serviços e setores exportadores, continuam sendo de interesse de investidores globais que, buscando conquistar share no enorme mercado brasileiro, obtém bons retornos de médio e longo prazo”.

A pesquisa mostra que a percepção geral dos investidores é de incertezas para a economia global, cenário que é bastante influenciado pelos desafios pelos quais passam países emergentes, como o Brasil. Ao mesmo tempo em que a análise é menos otimista, há gestores de fundos de private equity e venture capital – especialmente os que conhecem mais profundamente a economia brasileira – que vislumbram oportunidades, especialmente para a realização de investimentos. 

In Press Porter Novelli

Assessoria de imprensa

+55 (11) 3323-1581

deloitte@inpresspni.com.br

Você achou útil?