Pesquisas

Indústria bancária em 2030

Transformações arrojadas

Os bancos no futuro precisarão adotar tecnologias emergentes que promovam modelos de negócios flexíveis, colocando os clientes no centro de suas estratégias.

Em direção ao futuro

Nos próximos anos, o setor bancário estará em um novo contexto. Seguindo as expectativas dos consumidores, das tecnologias emergentes e dos novos modelos de negócios, os bancos têm a incumbência de implementar estratégias para se planejar para 2030.

O relatório “Indústria bancária em 2030” apresenta oito principais tendências que mudarão o cenário do setor bancário.

Indústria bancária em 2030

Acesse o estudo completo (em inglês)
CyFi (riscos cibernético e crimes financeiros)

Os métodos de prevenção tradicionais já não protegem mais os consumidores de crimes financeiros complexos e aprimorados que causam danos à reputação e comprometem as instituições financeiras.

A adoção de tecnologias como análises avançadas de dados e inteligência artificial melhoram a visibilidade de possíveis ameaças e detectam fraudes de maneira eficaz.

Integridade e análise de dados

O acesso às informações de transações de clientes a terceiros tem efeito complexo em bancos varejistas tradicionais, exigindo que as organizações bancárias escolham estratégias em relação aos impactos de modelos de negócio e à retenção de clientes.

Tecnologias emergentes e digitais

Novas tecnologias estão mudando drasticamente as operações bancárias de front, middle e back office. As instituições bancárias estão tentando entender como tecnologias como inteligência artificial, automação e nuvem podem ser usadas, aliadas às tecnologias já existentes anteriormente.

Transformação digital

A tecnologia continuará sendo a propulsora do crescimento dos negócios e um ponto central para a entrega de uma ampla gama de serviços que garanta uma experiência do consumidor positiva e duradoura.

Agilidade na empresa

Para garantir vantagem competitiva, não é mais o tamanho da empresa que conta, mas sim sua agilidade – essa é uma das principais tendências para 2030. Os bancos precisam adotar mudanças e aproveitar os benefícios da era digital em ciclos menores e arrojados.

Futuro do trabalho

A automação e a inteligência artificial estão substistituindo atividades repetitivas feitas antes por pessoas, exigindo que as instituições financeiras repensem a gestão de talentos e as habilidades necessárias para se manter na vanguarda. Tendências a trabalhos por contrato e financiamento coletivo também impactam a maneira como o trabalho é desempenhado.

Plataformas e monetização de dados

O setor bancário busca maneiras de melhorar a experiência do cliente, porém, há alguns entraves no processo. à medida que caminham para 2030, os bancos precisam decidir como desejam utilizar as plataformas digitais e os dados contidos nelas.

Você achou útil?