Pesquisas

Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária 2020

Investimentos de bancos com tecnologia crescem 48% em 2019 e orçamento total chega a R$ 24,6 bilhões

Pesquisa conduzida pela Deloitte com a Federação Brasileira de Bancos revela que os canais digitais foram responsáveis por 63% das transações em 2019; mobile banking, sozinho, representa 44% das operações realizadas em todo o País no período.

Os investimentos feitos pelo setor bancário em tecnologia em 2019 cresceram 48% em relação ao ano anterior, e o orçamento total chegou a R$ 24,6 bilhões, somados aos gastos do setor em TI, que tiveram alta de 14%, revelou a Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2020 (ano-base 2019). Os investimentos passaram de R$ 5,8 bilhões para R$ 8,6 bilhões, enquanto as despesas cresceram de R$ 14 bilhões para R$ 16 bilhões.  

A "Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária" também revela que que as transações bancárias cresceram 11% em 2019, registrando 89,9 bilhões de operações. Deste total, 39,4 bilhões, ou 44% do total, correspondem a operações feitas pelo mobile banking, que a cada ano vem ganhando a preferência do consumidor brasileiro para suas transações financeiras.

A pesquisa contou com a participação de 22 instituições financeiras, que representam 90% dos ativos dessa indústria no Brasil. Além disso, o estudo, já em sua 28ª edição, apresentou duas fases de coleta de dados: uma quantitativa via formulário e uma qualitativa via entrevistas em profundidade.

O impacto da Covid-19 nas transações

Capítulo da pesquisa que traz recorte feito especialmente para retratar as transações nos quatro primeiros meses do ano, a fim de capturar os impactos da Covid-19 no setor. Foram consideradas as seguintes transações: saldos, transferências, contratação de crédito, consulta de investimentos, depósitos, pagamentos de contas, saques e recarga de celular.

 

Você achou útil?