Cleared for takeoff

Article

Megatendências que mudarão os serviços financeiros

Pronto para decolar

O relatório identifica como inovações disruptivas têm impactado os serviços financeiros em seis principais áreas: meios de pagamentos, mercado de seguros, provisionamento de mercado, gestão de investimentos, depósitos e empréstimos e captação de recursos.

Entre 2014 e 2015, a Deloitte trabalhou com o Fórum Econômico Mundial (WEF) para conduzir um vasto estudo sobre o futuro dos serviços financeiros no mundo, com o objetivo de entender como inovações disruptivas têm transformado o setor.

Nossa equipe examinou os diferentes rumos que essas inovações podem tomar. Descobrimos, por exemplo, que as disrupturas ocorrem em clusters. Estes grupos, que pareciam isolados em um primeiro momento, na verdade, apresentam semelhanças entre si. As inovações mais notáveis são construídas em formato de plataformas, direcionam a maior parte de seu tempo de processamento para gestão de dados de usuários e contam com redução de capital investido.

Concluímos que a disruptura não é um evento isolado e que a inovação pode ser deliberada e previsível. Quando você olha sob essa perspectiva – de que a mudança é uma sequência de eventos aparentemente isolados que se unem para criar um “antes” e um “depois” – surge um número enorme de futuros alternativos. 

O futuro dos serviços financeiros: como inovações disruptivas tem mudado sua estrutura, sua oferta e seu consumo

Um relatório da Deloitte, em parceria com o Fórum Econômico Mundial

Tecnologias de avanço rápido, envolvendo expectativas do consumidor e um cenário regulatório de mudanças, estão abrindo portas para inovações disruptivas nos serviços financeiros. De moedas criptografadas a utilização do Big Data para empréstimos de pessoa para pessoa, tecnologias financeiras vêm chamando a atenção de consumidores, investidores e operadores.

Apesar disso, a extensão do impacto que essas inovações terão sobre o setor de serviços financeiros continua incerta. Este documento captura os resultados de uma série de contribuições de diversos públicos de interesse que exploram o potencial de transformação desses lançamentos no ecossistema financeiro, assim como riscos e oportunidades que podem surgir de tranformações na forma como os serviços vêm sendo estruturados, oferecidos e consumidos. 

Baixe o relatório ou leia a pesquisa completa no site do Fórum Econômico Mundial

Você achou útil?