Pesquisa

Millennial survey 2020

Gerações detêm a chave para criar um “normal melhor”

Em meio às turbulências nas áreas da saúde e economia causadas pela pandemia de Covid-19, as gerações Y e Z expressam determinação e uma visão para construir um futuro melhor.

A “Millennial survey 2020”, pesquisa global da Deloitte, explora as opiniões de mais de 27,5 mil millennials e Gen Zs – antes e depois do início da crise da Covid-19 – para entender suas perspectivas sobre negócios, governo, questões ambientais e a pandemia propriamente.

A pesquisa revela que, apesar dos desafios individuais e das fontes pessoais de ansiedade que a geração tem enfrentado, ainda é possível manter o foco em questões sociais mais amplas, tanto quanto antes da crise. O momento apenas reforçou o desejo de ajudar a impulsionar mudanças positivas em suas comunidades e em todo o mundo. Os esforços continuam para que empresas e governos reflitam sobre o compromisso com a sociedade, priorizando as pessoas e a sustentabilidade ambiental.

O mundo após a pandemia será certamente diferente, e é provável que esteja mais alinhado com os ideais que os jovens têm – em que o planeta pode se recuperar, os negócios podem se adaptar rapidamente e as pessoas se podem ser mais cooperativas.

Millennial 2020

Amostra brasileira

A Millennial survey entrevistou 1.013 jovens brasileiros e, entre diversos pontos, o grupo destacou que seus empregadores tomaram medidas para apoiar sua saúde mental, o que os motivou a permanecer a longo prazo nos empregos em que já estavam. Quanto às questões ligadas ao estresse e à ansiedade, os jovens responderam que esses níveis diminuíram após o início da pandemia por estarem ao lado de familiares, trabalharem remotamente ou terem mais períodos de folga (devido às reduções de jornada).

Antes da pandemia, 80% dos jovens acreditavam que a situação financeira iria melhorar nos próximos 12 meses, mas o número caiu para 20% após o início da crise. Quarenta e cinco por cento dos Millennials e 53% dos Gen Zs brasileiros indicaram, em dezembro de 2019, que teriam dificuldade de pagar contas inesperadas. Em maio de 2020, 41% e 51% respectivamente demonstraram a mesma apreensão.

Sobre o meio ambiente, 39% dos Millennials e Gen Zs concordam que há morosidade para reparar danos, contudo os jovens brasileiros se mostraram mais otimistas do que a população global em relação a proteção da saúde do planeta – 67% e 68% respectivamente. A positividade com questões governamentais apresentou baixos níveis. Um quarto dos jovens se mostraram satisfeitos com a velocidade das respostas de líderes do governo – um número significantemente menor comparado a outros países.

Millennial survey - Brasil

Escopo da pesquisa

O levantamento deste ano foi feito em duas partes: uma pesquisa com 18.426 mil millenials e Gen Zs de 43 países, realizada em novembro de 2019 e janeiro de 2020. Em seguida, uma pesquisa menor de 9.102 entrevistados em 13 países, durante abril e maio de 2020 em meio à crise mundial de saúde. Muitas perguntas do primeiro estudo foram repetidas para avaliar o efeito da pandemia nas opiniões dos jovens.
 

Você achou útil?