Deloitte é a empresa mais atrativa para trabalhar em Portugal

Comunicados de Imprensa

Deloitte é a empresa mais atrativa para trabalhar em Portugal para os alunos de gestão e a consultora preferida para os alunos de tecnologia

Com interesse

  • Organização é a segunda mais atrativa a nível nacional, segundo os mais de 3.000 estudantes universitários que participaram no estudo.
  • No setor de consultoria, a empresa destaca-se como líder absoluta.
  • Deloitte torna-se numa das organizações mais atrativas para os alunos dos cursos de tecnologia, posicionando-se no top 5, à frente de várias tecnológicas.
  • Oportunidades de crescimento pessoal e profissional que a empresa oferece valorizadas nesta pesquisa.

 

A Deloitte Portugal foi identificada pelos estudantes universitários como a consultora mais atrativa para se trabalhar no país, de acordo com o estudo que a Spark Agency realizou, no qual participaram mais de 3.000 estudantes. A nível nacional, a empresa figura na segunda posição. Um reconhecimento que resulta da atenção e do empenho que a firma coloca no desenvolvimento dos seus profissionais.

Sendo a primeira escolha para os alunos de gestão, a Deloitte revela-se assim a empresa mais atrativa para os estudantes universitários portugueses deste curso, à frente de qualquer outra organização no sector onde atua. Também os alunos dos cursos de tecnologia das instituições de ensino superior nacionais classificaram a firma como uma das empresas mais atrativa do país, posicionando-a no top 5 deste ranking, sendo também a consultora preferida para estes estudantes.

“Este é um reconhecimento que nos enche de orgulho, sobretudo porque é atribuído pelas novas gerações de talento, que revelam ter hoje outras expectativas relativamente às empresas face às gerações anteriores,” revela Gonçalo Simões, Partner e Recruitment Leader da Deloitte.

“Temos, em conjunto com a comunidade empresarial e universitária, promovido o debate sobre a valorização do capital humano e incorporado aquelas que julgamos serem as melhores práticas. O objetivo é só um: garantir o crescimento pessoal e profissional dos nossos profissionais, oferendo-lhes a oportunidade de decidirem a sua carreira numa empresa global com oportunidades infinitas e com um propósito bem definido – criar um impacto positivo na sociedade.”

Ao longo de seis meses, mais de 3.000 universitários, de cursos de Economia, Gestão, Engenharia e Tecnologia, participaram neste estudo e destacaram as empresas que mais os atraem e as suas principais expetativas de carreira. O estudo foi realizado pela Spark Agency em conjunto com a Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho

Saiba mais sobre o estudo, aqui.

Para mais informações contacte:

Departamento de Comunicação da Deloitte

Miguel Jerónimo 

mijeronimo@deloitte.pt

Tel: 210 423 064

Filipa Matos

mamatos@deloitte.pt

Tel: 210 423 038

Sobre a Deloitte

"Deloitte" refere-se a Deloitte Touche Tohmatsu Limited, uma sociedade privada de responsabilidade limitada do Reino Unido (DTTL), ou a uma ou mais entidades da sua rede de firmas membro e respetivas entidades relacionadas. A DTTL e cada uma das firmas membro da sua rede são entidades legais separadas e independentes. A DTTL (também referida como "Deloitte Global") não presta serviços a clientes. Aceda a www.deloitte.com/pt/about para saber mais sobre a nossa rede global de firmas membro.

A Deloitte presta serviços de auditoria, consultoria,  financial advisoryrisk advisory, consultoria fiscal e serviços relacionados a clientes nos mais diversos setores de atividade. Quatro em cada cinco empresas da Fortune Global 500® recorrem aos serviços da Deloitte, através da sua rede global de firmas membro presente em mais de 150 países, combinando competências de elevado nível, conhecimento e serviços de elevada qualidade para responder aos mais complexos desafios de negócio dos seus clientes. Para saber como os aproximadamente 245.000 profissionais criam um impacto positivo, siga a nossa página no FacebookLinkedIn ou Twitter.

A informação contida neste comunicado de imprensa está correta no momento do envio à comunicação social.

Did you find this useful?