Artigo

Global Powers of Retailing 2020

Quem são as 250 maiores empresas de retalho do mundo? Quais são as suas receitas? Qual o impacto da economia no setor do retalho?

Conheça em detalhe o mais recente Global Powers of Retailing 2020.

As perspetivas para a economia global e para o setor de retalho são incertas em 2020. É provável que o crescimento económico global seja moderado, mas positivo, com um crescimento menor nos gastos do consumidor e com a inflação a permanecer baixa. A chegada do surto de coronavírus na China, no início do ano, está a gerar ainda mais incerteza em torno da economia global.

O Global Powers of Retailing 2020 analisa o cenário da economia global e o seu impacto no setor de retalho. Neste ranking da Deloitte são apresentados os 250 maiores retalhistas do mundo, de acordo com os dados públicos disponíveis referentes ao exercício de 2018.

O estudo disponibiliza ainda uma análise económica global, identifica as 50 empresas de retalho com maior crescimento e destaca as novas entradas no TOP 250.

Principais conclusões:

  • As receitas das 250 maiores empresas de retalho do mundo atingiram os 4,74 biliões (1012) de dólares no ano fiscal de 2018.
  • O ranking global é liderado pelas cadeias norte-americanas Wal-Mart e Costco Wholesale. A Amazon entra pela primeira vez no top 3.
  • A Europa é o continente mais representado no ranking, com um total de 88 empresas e mais de 34% do total de receitas.
  • Os retalhistas portugueses sobem no ranking. A Jerónimo Martins chega à posição 50 e a Sonae à posição 155 no Top 250.
  • A Jerónimo Martins ocupa a 50ª posição de maior retalhista a nível mundial, a sua melhor posição de sempre, fruto de um crescimento de cerca de 7,9% nas suas receitas totais. A Sonae ascendeu ao 155º lugar e registou um crescimento de 4,3% ao nível das receitas.

Aceda aqui ao comunicado de impresa.

Achou esta informação útil?