Covid-19 soluções para os setores do mercado

Deloitte

Covid-19 e os impactos nos setores

Um olhar atento às projeções futuras e à evolução dos negócios durante a pandemia.

As informações a seguir resumem os efeitos da crise da Covid-19 em diferentes setores no Brasil, destacando os impactos que a pandemia trouxe sobre eles, as reações protagonizadas pelas empresas e a ocorrência de eventuais apoios regulatórios. Apresentamos também recomendações para responder, recuperar e sustentar os negócios durante a crise.

Ainda é difícil prever os efeitos da Covid-19. Não temos referências para essa crise, que é diferente das crises econômicas recentes ou de qualquer outra pandemia já ocorrida, recente ou mais antiga. Diversas projeções sobre o impacto econômico mundial, feitas com base nesses históricos, já se mostraram equivocadas.

Vivemos uma crise sanitária com consequências significativas nas relações socioeconômicas. A única certeza que temos é que as ações e os direcionamentos de todos os agentes econômicos (investidores, empresas, empregados, consumidores e setor público) estão diretamente relacionados aos resultados das ações governamentais de combate à Covid-19 em todo o mundo.

Acesse aqui o documento preparado pela Deloitte sobre a crise e seus efeitos para os setores, com recomendações também para leitura das informações apresentadas nessa página.

 

Perspectivas gerais para os setores

As informações a seguir resumem os efeitos da crise da Covid-19 em diferentes setores brasileiros, destacando os impactos, as reações e os apoios governamentais verificados em casos específicos.

Apresentamos também recomendações para responder, recuperar e sustentar os negócios durante a crise.

 

 

Impacto

  • Mudança nos hábitos das pessoas, com menos consumo fora de casa e mais idas aos super/hipermercados, acarretando a redução de margens. 
  • Fechamento de bares e restaurantes impacta a demanda por alimentos.
  • Alta nas exportações de produtos agrícolas.
  • Aumento de preços.

Reação

  • Ajustes às mudanças de consumo, com revisão dos canais de distribuição e reforço de vendas online e entregas.

Apoio

  • Medida Provisória 936/2020, com medidas emergenciais para proteção do emprego e da renda; e destinação de R$ 51 bilhões a empresas de diferentes setores.
  • Decreto 4796/2020 estabelece medidas para a comunicação remota de perdas e de cálculo de cobertura para as operações enquadradas no programa de garantias da atividade agropecuária.

Recomendação

  • Revisitar estratégias de pricing e promoção.
  • Foco em nichos de mercado ou core business.
  • Com o risco de novo ajuste na cadeia pós-pandemia, o setor precisa se preparar para diversificar suas fontes de receita.
  • Novas parcerias e novos contratos deverão ser revistos no pós-pandemia.
  • Aquisições ou fusões em segmentos da cadeia de produção.

Covid-19: Um choque no sistema alimentar

A pandemia desafiou diversos aspectos da sociedade moderna e expôs as vulnerabilidades da cadeia de produção de alimentos. O relatório global da Deloitte avalia os impactos do novo coronavírus para os agentes do ecossistema – do produtor ao consumidor – e as medidas que podem ser adotadas para recuperar e sustentar os negócios. O estudo explora cenários potenciais, analisando se a crise poderá acelerar conversas críticas para a reforma do sistema alimentar global.

Covid-19: Impactos globais nas empresas de alimentos e bebidas

A pandemia de Covid-19 e as medidas de isolamento social para conter o avanço do virus afetaram diretamente as empresas de alimentos e bebidas, que precisam se adaptar a novos hábitos dos consumidores e mitigar riscos de disrupturas de abastecimento. O artigo global da Deloitte analisa como as empresas do setor podem responder ao novo contexto e preparar para a retomada dos negócios.

Impacto

  • A expectativa de queda nas vendas de veículos, somada a outros fatores da crise, levou à paralisação nas linhas de montagem.
  • Redução da demanda por peças e serviços, consequência da diminuição na circulação de carros.

Reação

  • As principais montadoras direcionaram suas atividades para produção pró-bono de respiradores e máscaras hospitalares, para apoiar no combate à Covid-19.

Apoio

  • Resolução 356/2020 dispensa empresas da autorização de funcionamento e notificação à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a fabricação de itens usados pela área da saúde durante a pandemia.

Recomendação

  • Estabelecer um planejamento para ajustar o ritmo de oferta e demanda. 
  • Definir um plano de retomada que envolva fabricantes e concessionárias.
  • Intensificar o uso de tecnologias digitais para manter o contato com o consumidor durante o período de confinamento.

Covid-19: Impactos globais no setor automotivo

Disruptura na exportação de peças chinesas, interrupções na produção e fechamento de fábricas estão entre os efeitos da crise de Covid-19 no setor automotivo – pressionando ainda mais uma parte da economia que já enfrentava dificuldades causadas por uma queda na demanda global.

Como o setor automotivo aborda a gestão de riscos durante a pandemia

O setor automotivo foi severamente afetado pela crise de Covid-19. O artigo global da Deloitte analisa como todos os agentes do setor – das organizações mais tradicionais às montadoras mais recentes – estão se organizando para reagir à crise e superar os desafios logísticos e econômicos. A reavaliação da gestão de riscos é fundamental para que o setor possa se adequar à nova realidade.

Covid-19: Impactos e desdobramentos na indústria de serviços financeiros

A pandemia de Covid-19 está remodelando drasticamente a economia global, com alguns efeitos que durarão para muito além do período da crise. Os impactos causados pela crise são sentidos em todos os setores da indústria financeira. A equipe da Deloitte analisou as consequências da Covid-19 nas áreas organizacionais, operacionais, tecnológicas e funcionais das instituições financeiras. O artigo traz ainda ações para que as organizações do setor possam recuperar e sustentar seus negócios.

Covid-19: Impactos globais em bancos e mercados de capital

Com as incertezas trazidas pela pandemia, bancos e instituições de mercados de capital precisam permanecer vigilantes e adaptar suas operações conforme o contexto evolui. Embora diversos governos de todo o mundo já adotem políticas monetárias e regulatórias na tentativa de estabilizar mercados e acelerar um retorno à normalidade, ainda não se sabe como a situação ficará nos próximos meses.

Implicações potenciais da Covid-19 para seguradoras

​As seguradoras têm diversos papéis na crise de Covid-19 – como gerenciar sinistros, funcionários e capital. Cada função tem um desafio específico, tanto para as companhias de seguro quanto para a sociedade como um todo. As organizações do setor precisam endereçar questões ligadas à segurança dos profissionais, continuidade de negócios e impactos financeiros.

 

Impacto

  • Atrasos logísticos devido à alta demanda das compras virtuais.
  • Restrições de circulação resultam na queda do consumo de produtos em lojas físicas.
  • Necessidade de fortalecer a imagem e o valor da marca diretamente com o consumidor.
  • Atrasos logísticos e queda no consumo de produtos importados, devido às restrições de circulação.

Reação

  • Migração para e-commerce para alimentação e itens mais relevantes.
  • Empresas de bebidas e cosméticos passam a produzir álcool gel.
  • Alternativas para tradicional períodos de altas vendas em datas especiais (ex: dia das mães, e dia dos namorados).

Apoio

  • Medida Provisória 936/2020, com medidas emergenciais para proteção do emprego e da renda; e destinação de R$ 51 bilhões a empresas de diferentes setores.
  • Incentivos e campanhas para compra de comércios locais, via e-commerce.

Recomendação

  • Fortalecer os canais digitais para manter as vendas e o relacionamento com clientes.
  • Reavaliar planos estratégicos sobre o pós-crise. Questionar: “A demanda pelo meu produto foi postergada ou substituída?”

Covid-19: Impactos globais no setor de bens de consumo

Empresas de bens de consumo enfrentam disrupturas na cadeia de suprimentos, de matérias-primas a produtos finais. A demanda por produtos de higiene e eletrônicos cresce, sobretudo por vendas online, enquanto a procura por produtos de luxo sofre uma queda considerável.

Impacto

  • Com as medidas de confinamento, houve uma migração da demanda industrial (manufaturas e serviços) para a residencial. 
  • Projetos de energias renováveis correm o risco de serem adiados, por falta de capital.

Reação

  • Organizações do setor têm se mobilizado para ajudar as comunidades onde estão inseridas, com suspensão ou adiamento de cobranças a empresas e pessoas com dificuldades financeiras causadas pela crise de Covid-19.

Apoio

  • Projeto de Lei n° 783, em tramitação, visa à proibição do corte de fornecimento dos serviços públicos de energia elétrica, telefonia, gás e de água e esgoto, prestados ao consumidor, durante o estado de calamidade pública reconhecido pelo Congresso Nacional.

Recomendação

  • Com a perspectiva de uma crise mais duradoura, o setor precisa se preparar para trabalhar com uma força de trabalho reduzida, em função de restrições de circulação e quarentenas. 
  • Avaliar as estruturas operacionais e cadeias de suprimento, para torná-las mais eficientes.
     

Covid-19: Impactos globais no setor de energia elétrica

O artigo global da Deloitte analisa os efeitos da crise de Covid-19 no setor de energia elétrica. Com as medidas de isolamento e restrição de circulação, houve uma migração da demanda industrial para residencial – com uma queda na demanda total. Algumas empresas do setor já reavaliam investimentos a curto e médio prazo, sobretudo aqueles relacionados a energias renováveis.

Impacto

  • Incorporadoras e investidores reavaliam o volume de novos lançamentos e projetos de curto e médio prazo.
  • Mercados de imóveis prontos/secundários sentem maior impacto.
  • Pequenos e médios prestadores de serviços são mais impactados.

Reação

  • Serviços de engenharia e avaliação sofrem grande pressão para movimentos disruptivos e de inovação, evitando visitas aos canteiros de obras.
  • Ajuste na logística e adaptação nos horários de trabalho. 
  • Cautela e monitoramento dos players de mercado quanto à extensão dos impactos no médio e logo prazos.

Apoio

  • A Caixa Econômica Federal anunciou cerca de R$43 bilhões em recursos que contribuem para a sustentabilidade da carteira habitacional e manutenção da adimplência das operações.

Recomendação

  • As incorporadoras e os proprietários de imóveis devem se preparar para renegociar contratos e evitar distratos e inadimplências.
  • Buscar parceiros como construtechs, para processos de inovação dentro de toda cadeia de desenvolvimento de projetos.
  • Reavaliar lançamentos e projetos dentro de uma nova lógica de demanda, necessidade e expectativas.
  • Repensar a estratégia da utilização dos canais online para aluguel/venda de imóveis.
     

Covid-19: Impactos globais no setor de engenharia e construção

Embora as atividades do setor continuem com uma certa normalidade, as organizações devem enfrentar dificuldades variadas, incluindo falta de matéria-prima e suspensão de contratos para controle de despesas. As empresas do setor precisam se preparar para minizar os impactos financeiros e conservar a liquidez até a retomada dos negócios.

Impacto

  • Aumento das internações, principalmente em hospitais públicos, para o atendimento à Covid-19.
  • Aumento expressivo dos custo dos insumos e, também, de custos fixos.
  • Baixa ocupação nos hospitais privados em função do cancelamento dos procedimentos eletivos e do contágio de outras doenças características neste período do ano.

Reação

  • Criação de hospitais de campanha para aumentar o número de leitos.
  • Utilização de canais digitais para apoiar nos atendimentos médicos.
  • Investimentos em iniciativas de Pesquisa & Desenvolvimento voltadas para o combate à Covid-19.

Apoio

  • Portaria Nº 467, que autoriza a prática de telemedicina no País durante a pandemia.
  • Resolução 356/2020, que flexibiliza e facilita a fabricação, importação e aquisição de dispositivos médicos prioritários durante a pandemia.

Recomendação

  • Gestão da cadeia de suprimentos, logística e estoque.
  • Preparar e ajustar a operação para o período de pico da crise, que ainda está por vir. Tal ajuste vale para a equipe assistencial, a estrutura de UTI e os equipamentos.
  • Velocidade na gestão de caixa e manutenção da liquidez.
  • Hospitais de menor porte poderão buscar parcerias e possíveis operações de fusões.

Pandemia coloca em evidência novas tecnologias na área de saúde

Novas tecnologias no setor de saúde têm ganhado relevância especial neste momento em que o mundo enfrenta os inúmeros desafios trazidos pelo coronavírus. São tecnologias e ferramentas digitais que oferecem soluções para lidar, por exemplo, com a restrição de mobilidade de médicos e pacientes, com a limitação para realizar exames e consultas de rotina e, ainda, com dúvidas sobre a melhor hora para ir ao médico ou ao hospital para tratar de algum sintoma não relacionado à Covid-19.

Triagem digital: Solução para apoiar no atendimento à Covid-19

A Deloitte desenvolveu uma plataforma para tratar e acompanhar os casos da Covid-19 de maneira remota. A ferramenta conta com o suporte da solução de Health Cloud da Salesforce e tem como objetivo conferir mais agilidade e eficiência ao atendimento de pacientes com sintomas do novo coronavírus em uma central de atendimento virtual.

Seis previsões para o setor de saúde na China

A pandemia de Covid-19 também expôs a necessidade de melhorias em sistemas de saúde de todo o mundo. Uma pesquisa conduzida pela Deloitte China com 100 líderes de saúde avalia as mudanças profundas que a crise trará para o setor, como aceleração da transformação digital e foco na prevenção.

Impacto

  • As restrições de circulação causaram uma queda brusca em viagens e eventos.
  • Houve uma redução drástica nas reservas de passagens áreas e hotéis, as atividades estão quase paralisadas.
  • No segmento de Cultura, muitos profissionais liberais terão renda reduzida ou ficarão sem renda durante a crise.

Reação

  • Empresas do setor adotaram medidas de corte de salários e planos de demissão voluntária.
  • As organizações buscam parcerias e se preparam para grandes promoções de serviços para obter um resultado rápido no pós-crise.

Apoio

  • Aprovação da Medida Provisória 925/2020, com flexibilização de prazos de pagamentos de dívidas e outorgas para o setor aéreo.
  • Programa “Não cancele, remarque”, do Ministério do Turismo.
  • Liberação de R$ 381 milhões pelo Fundo Geral do Turismo, com redução de juros e aumento de carência, para empresas cadastradas.

Recomendação

  • Delinear uma estratégia clara para proteger suas marcas e manter a lealdade dos clientes durante a crise.
  • Verificar a possibilidade de “emprestar” profissionais e ativos a setores que precisam lidar com um crescimento tempestivo de demanda.
     

Covid-19: Impactos globais na aviação

Embora acostumadas a superar desafios de naturezas diversas, as empresas aéreas vivem umas situação inédita com a crise de Covid-19. A retomada das atividades e a velocidade da recuperação do setor dependerão também do sucesso das medidas adotadas para conter o avanço da pandemia em todo o mundo. As companhias aéreas precisam adotar medidas assertivas para minimizar os impactos da crise e possibilitar uma rápida recuperação pós-pandemia.

Impacto

  • No curto prazo, o segmento de aluguéis comerciais é impactado com a renegociação de contratos e facilidades de pagamento.
  • As transações caíram drasticamente no curto prazo. Contudo, a expectativa é de estabilidade pós-crise, pois o mercado vinha em plena recuperação nos últimos 12 meses.

Reação

  • Adequar os sistemas para trabalho virtual.
  • Iniciar processo de discussão de renegociação de valores e ou descontos (curto prazo).
  • Aguardar comportamento dos preços diante das incertezas quanto à velocidade de retomada do mercado.

Apoio

  • Proibição provisória da concessão de medidas liminares para desocupação em 15 dias de imóveis urbanos locados para fins comerciais ou residenciais nas ações de despejo, reguladas pelo art. 59, §1º, da Lei de Locações e ajuizadas após 20/03/2020.

Recomendação

  • Reavaliar forma e modelo de utilização de seus espaços/operação.
  • Analisar base de contratos de locação e buscar potencias reduções.
  • Analisar base de imóveis próprios e não operacionais, como forma de buscar recursos financeiros de curto/médio prazos.

Covid-19: Impactos e tendências no mercado de Real Estate

A equipe da Deloitte analisou os impactos da crise de Covid-19 no setor de Real Estate, que variam bastante em função de cada segmento e da função dos imóveis. Independemente da extensão dos efeitos da pandemia, o setor precisa avaliar questões como novos comportamentos dos usuários nos imóveis residenciais e comerciais; investimentos em novas tecnologias e investimentos de capital para o pós-crise.

Impacto

  • Houve uma paralisação parcial das indústrias de eletrônicos por disrupturas nos insumos, sobretudo importados de alta tecnologia.
  • No geral, até março, as importações de eletrônicos subiram a fim de manter os estoques.

Reação

  • Realocação na cadeia de suprimentos.
  • Algumas empresas de eletroeletrônicos estão produzindo ventiladores pulmonares ou componentes para esses equipamentos.

Apoio

  • Medida Provisória 936/2020, com medidas emergenciais para proteção do emprego e da renda; e destinação de R$ 51 bilhões a empresas de diferentes setores.

Recomendação

  • Diversificação da cadeia de suprimentos para mitigar os riscos de falta de abastecimento.

Covid-19: Impactos globais no segmento de tecnologia

A pandemia de Covid-19 trouxe impactos significativos na cadeia de valor do setor de tecnologia, com riscos elevados de falta de matérias-primas. Por outro lado, a crise acelerou o trabalho remoto e colocou em destaque práticas sustentáveis que reduzem a emissão de carbono.

Covid-19: Impactos globais no segmento de semicondutores

Artigo global da Deloitte avalia os impactos da Covid-19 no segmento de semicondutores, da cadeia de suprimentos ao crescimento mundial. A análise inclui recomendações para gerenciar disrupturas de curto prazo e, ao mesmo tempo, transformar o modelo de negócios para criar um futuro mais resiliente.

Impacto

  • Embalagens, vidros, plásticos, papelão e alumínio, além de produtos químicos, têm uma alta na demanda, alavancada por alimentos, bebidas e produtos de higiene e limpeza.
  • Alta nas entregas/delivery causa aumento nas vendas de embalagens.

Reação

  • Ajuste na operação e nos cuidados com os profissionais para manutenção da produção.
  • Realocação na cadeia de suprimentos.

Apoio

  • Medida Provisória 936/2020, com medidas emergenciais para proteção do emprego e da renda; e destinação de R$ 51 bilhões a empresas de diferentes setores.

Recomendação

  • Foco na manutenção e nos novos fornecedores para garantir suprimentos e mitigar os riscos de falta de matéria-prima.
  • Otimizar a malha logística para atender à alta demanda.
     

Impacto

  • A extração de minério se mantém relativamente estável, com possíveis ajustes de demanda e oferta.
  • As produções siderúrgica e metalúrgica devem ser reduzidas, com queda significativa na demanda de muitos segmentos.  

Reação

  • Aceleração do processo de automação de atividades essenciais das mineradoras, para garantir a continuidade das operações.

Apoio

  • Portaria 135/2020 disponibiliza insumos minerais essenciais à cadeia produtiva pelos serviços e atividades de pesquisa e lavra de recursos, atividades correlatas, beneficiamento de bens minerais, transformação, transporte e entrega de cargas de abastecimento da cadeia produtiva seguindo diretrizes de segurança para conter o avanço da Covid-19.

Recomendação

  • Empresas com balanços financeiros sólidos podem aproveitar o momento para transações de M&A que fortaleçam mercados-chave.
  • Observar as recomendações de órgãos de saúde para preservar a segurança dos profissionais e garantir a produção.
     

Covid-19: Impactos globais em mineração e siderurgia

O novo coronavírus afetou os mercados de commodities de maneiras variadas. Algumas operações foram afetadas por surtos locais de Covid-19 ou ainda por determinações governamentais. O artigo global da Deloitte explora os potenciais impactos de longo prazo da crise de Covid-19 na mineração e siderurgia, com insights sobre como as organizações podem responder de maneira rápida e efetiva às mudanças.

Impacto

  • Queda na demanda mundial e no preço do petróleo.
  • Aumento na procura por gás natural, cujo preço subiu rapidamente.
  • Crescimento da demanda por químicos, para fabricação de produtos de limpeza e higiene.

Reação

  • Rápida resposta das empresas ao risco. As organizações mais dependentes poderão apresentar maiores desafios para diversificação.
  • Ajustes de produção e estratégia de preços de petróleo diante do cenário global.

Apoio

  • Agência Nacional do Petróleo decidiu flexibilizar algumas obrigações de petroleiras em atividades de exploração e produção de petróleo e gás enquanto perdurarem medidas de enfrentamento ao novo coronavírus.
  • Foram adiadas datas de entrega por petroleiras de relatórios de conteúdo local, gastos trimestrais e certificações.

Recomendação

  • Segmentos de gás e químicos devem rever capacidades de produção para ampliar a oferta, sem impactos importantes no preço.
  • Avaliar as estruturas operacionais e cadeias de suprimento, para torná-las mais eficientes. 
  • Diversificação da cadeia de suprimentos para mitigar os riscos de falta de abastecimento.
     

Covid-19: Impactos globais no setor de óleo, gás e petroquímicos

A pandemia de Covid-19 e a guerra de preços do petróleo são duas crises agudas enfrentadas pelas empresas de óleo, gás e petroquímicos. Enquanto os preços de petróleo caem por causa do não-cumprimento de acordos comerciais, a procura global por alguns produtos do setor diminui em consequência do avanço do novo coronavírus. O momento é de rever a eficiência das operações e diversificar modelos de negócios.

Impacto

  • Para operadoras: aumento de internações relativas à Covid-19 e redução de sinistros no curto prazo devido à queda de procedimentos eletivos. Há uma forte tendência de inadimplência e perda de parte da base de clientes, devido ao aumento do desemprego e à perda de renda.
  • Para a indústria farmacêutica: investimentos massivos em pesquisa e desenvolvimento.

Reação

  • Operadoras iniciam processos de renegociação de dívidas e contratos com clientes para evitar inadimplência. Maximização da força de vendas para PME’s.
  • Investimentos em iniciativas de Pesquisa & Desenvolvimento voltadas para o combate à Covid-19.

Apoio

  • A agência reguladora (ANS) propôs a liberação de R$ 15 bilhões do fundo de reserva para manter a liquidez. Extensão dos prazos de garantia de atendimento constantes na Res. Normativa RN259/11.
  • Viabilização da telessaúde.
  • Prorrogação dos prazos de obrigações das operadoras e antecipação  do congelamento da margem de solvência.

Recomendação

  • Operadoras: buscar por parcerias e aproximação com clientes para negociação.
  • Operadoras: gestão financeira para equilíbrio de caixa e liquidez, em especial no médio e longo prazos com a demanda reprimida de procedimentos.
  • Ações para a melhoria da eficiência e resultados assistenciais; melhoria da qualidade do relacionamento com cliente.
  • Farmacêutico: gestão de pricing e processos de P&D.

Impacto

  • Além da baixa demanda, o setor enfrenta quebras na cadeia de suprimentos, escalada de custos e atrasos em entregas.
  • Redução dos segmentos demandantes de peças eletrônicas de alta tecnologia.

Reação

  • Fábricas já operam abaixo da capacidade.
  • Operações são revistas em função das projeções de mercado para os próximos meses.

Apoio

  • A Medida Provisória 936/2020 com medidas emergenciais para proteção do emprego e da renda; e destinação de R$ 51 bilhões a empresas de diferentes setores.

Recomendação

  • Identificar e mitigar riscos que possam causar interrupções nas operações.
  • Avaliar possibilidades de linha de crédito para manter a liquidez.
  • O relacionamento com o cliente é mais do que nunca essencial. É preciso entender suas necessidades e oferecer apoio para mantê-lo engajado.
     

Covid-19: Impactos globais no setor de produtos industriais

Disrupturas na cadeia de fornecimento, queda na produção e deslocamento da força de trabalho são alguns dos desafios imediatos enfrentados pelas organizações de produtos industriais durante a pandemia de Covid-19. O setor precisa se preparar e adequar suas operações para responder ao momento atual.

Impacto

  • A aplicação das medidas de confinamento necessárias para combater a Covid-19 levou à paralisação de parte das atividades econômicas, resultando em queda das receitas públicas.
  • As ações de apoio às demandas sociais e econômicas levam ao aumento dos gastos.

Reação

  • As ações do governo se dividiram entre disposições para o combate à pandemia, atenuação dos impactos sociais, manutenção e preservação das atividades econômicas, preservação do emprego e mitigação dos efeitos fiscais.

Apoio

  • Reconhecimento do estado de calamidade até dezembro de 2020. 
  • Reorientação do orçamento para enfrentamento da pandemia.
  • Programa emergencial de suporte ao emprego.
  • Redução temporária das alíquotas cobradas das empresas.

Recomendação

  • Buscar eficiência nas operações e desburocratização de processos para sustentar respostas rápidas a crise.
  • Avaliar programas de longo prazo para suporte ao emprego e às empresas vitimadas pelo período da pandemia.
  • Expandir as parcerias com indústrias e empresas buscando sinergia de ajuda mútua à sociedade.
     

Respostas dos governos à Covid-19

Em uma crise tão ampla e veloz, em que a informação muda constantemente, os governos de todas as esferas têm a pressão de agir para manter suas pessoas seguras e com saúde. As respostas dos governos devem considerar a urgência da situação e os cenários a curto e longo prazo.

Covid-19: Impactos globais no ensino superior

A pandemia de Covid-19 suspendeu as atividades normais de faculdades e universidades no mundo inteiro. Além de precisar encontrar um modelo de ensino online rapidamente, as instituições enfrentam desafios financeiros imensos. O artigo da Deloitte analisa como as instituições de ensino podem manter sua saúde financeira, mesmo com a perspectiva de disrupturas em suas operações nos próximos meses.

Covid-19 e a virtualização dos governos

Para diversos órgãos governamentais, a Covid-19 tornou o futuro do trabalho uma realidade. Em um curto espaço de tempo, milhões de profissionais do setor público passaram a trabalhar de casa e assembléias começaram a organizar suas sessões virtualmente. O artigo global da Deloitte enumera as ações que os líderes podem tomar para concretizar essa transição e preparar os próximos passos. 

Portal de respostas governamentais à Covid-19

Governos de todo o mundo adotaram diversas medidas fiscais, econômicas, financeiras e sociais para ajudar as organizações a responderem e se recuperaram dos impactos econômicos da pandemia de Covid-19. A Deloitte desenvolveu um portal gratuito que compila as últimas ações e programas contra a Covid-19 em diversos países para ajudar as empresas a endereçar suas necessidades de negócios.

Covid-19: Impactos globais no segmento de transportes públicos

As organizações de transporte público são fundamentais para garantir que trabalhadores essenciais cheguem em seus trabalhos durante a pandemia. No entanto, elas vivenciam hoje uma queda importante em suas receitas, que pode levar a dificuldades financeiras. O artigo global da Deloitte discute como essas empresas podem continuar a operar durante a pandemia e se preparar para retomar as atividades em escala normal no pós-crise.

Impacto

  • Com cada vez mais pessoas em casa, o uso de internet e telefonia para trabalho e lazer cresce consideravelmente.
  • Avanço em ciência e tecnologia no Brasil.
  • Redução de receitas relacionadas à transmissão de eventos esportivos.

Reação

  • Aumento da capacidade de banda larga e liberação do Wi-Fi em lugares públicos.
  • Priorização no atendimento a solicitações de reparos em estabelecimentos de saúde e serviços de urgências.

Apoio

  • Decreto nº 10.282/2020 define os serviços de telecomunicação como atividades essenciais durante a pandemia.

Recomendação

  • Com a necessidade de aumentar a oferta de serviços e manutenção, os cuidados com os funcionários que trabalham em campo devem ser reforçados.
  • Definição de plano de ação para garantia da estabilidade técnica do sistema.
  • Avaliação da antecipação de investimentos em infraestrutura e 5G.
     

Covid-19: Impactos globais no setor de telecomunicações

As restrições de circulação adotadas por diversos países para conter a rápida proliferação da Covid-19 trouxeram mudanças importantes no nosso cotidiano. Boa parte da população passa mais tempo em casa e usa mais dados para atividades de trabalho ou lazer, com um impacto significativo no setor de telecomunicações. O artigo global da Deloitte explora como as empresas do setor concentram esforços para aumentar a resiliência da rede para os consumidores, ao mesmo tempo que avalia futuros investimentos, principalmente em 5G.

Covid-19: Impactos globais nos segmentos de mídias e entretenimento digital

Em todo o mundo, a crise de Covid-19 tem um impacto expressivo no consumo e fornecimento de conteúdos de mídia, bem como nas atividades de publicidade e propaganda. A demanda por conteúdo – online, ao vivo ou em outros formatos digitais — cresceu exponencialmente, enquanto a produção de diversos conteúdos previstos originalmente precisou ser suspensa por conta da pandemia. Algumas empresas do setor encontraram novas formas de engajar com o público. Já os anunciantes precisam adaptar suas campanhas e estratégias à nova realidade de distanciamento social.

 

Impacto

  • Produtos atrelados às lojas físicas passam por queda das vendas devido às restrições de circulação.
  • Há uma tendência maior por compras online e entregas a domicílio.
  • Para alguns segmentos, a migração das vendas para os canais digitais não deverá compensar as quedas das lojas físicas.

Reação

  • Migração para e-commerce e fortalecimento das operações de distribuição.
  • Adaptação do funcionamento de lojas e supermercados para atender à população idosa em horários específicos.

Apoio

  • Medida Provisória 936/2020, com medidas emergenciais para proteção do emprego e da renda; e destinação de R$ 51 bilhões a empresas de diferentes setores.
  • Incentivos e campanhas para compra de comércios locais, via e-commerce.

Recomendação

  • Reforçar as medidas de prevenção para preservar a segurança dos profissionais e clientes.
  • Avaliar o ecossistema e a cadeia de fornecimento para evitar disrupturas no abastecimento.
  • Rever a estratégia de precificação.

Covid-19: Impactos globais no varejo alimentício

Supermercados e hipermercados precisam responder a uma alta de demanda sem precedentes que afeta todo o ecossistema. Muitos clientes migraram para os canais digitais, obrigando o setor a adotar um novo normal que pode se tornar permanente.

Covid-19: Impactos globais no varejo

Com lojas fechadas em boa parte do mundo devido à pandemia, o setor enfrenta uma dura realidade. Contudo, o varejo é um setor historicamente resiliente e as organizações podem aproveitar o momento para alavancar a lealdade de seus clientes e acelerar a inovação para recuperar e sustentar seus negócios quando a crise de Covid-19 passar.

Webinares "Respostas à crise/ Recuperação da crise"

A Deloitte vem realizando diariamente, desde o início de abril, webinares para apoiar as organizações a reagir diante dos impactos causados pela pandemia da Covid-19 nos negócios. Todos os dias, nossos especialistas e convidados do mercado abordam áreas críticas e ações para apoiar na recuperação dos negócios.

Confira a agenda, selecione os webinares de interesse e inscreva-se

Acesse também as gravações e apresentações dos webinares já realizados

Tendências econômicas

Pesquisa "Respostas à crise da Covid-19"

A Deloitte conduziu uma pesquisa abrangente, com o objetivo entender como empresas estão respondendo aos impactos da crise de Covid-19 e conhecer melhor os desafios e as respostas das organizações que atuam no Brasil no contexto da pandemia do novo coronavírus.

Pesquisa "Respostas à crise da Covid-19"

open in new window Acesse os resultados da pesquisa

Tendências globais de consumo

A crise de Covid-19 trouxe impactos imprevisíveis no comportamento de consumidores do mundo inteiro. Ainda não sabemos, por exemplo, quando as pessoas se sentirão seguras o suficiente para frequentar teatros, cinemas e restaurantes novamente. Nem se voltarão às lojas físicas ou se continuarão a privilegiar compras online. Para começar a responder a essas questões, a Deloitte global realiza pesquisas quinzenais com consumidores de diferentes países do mundo, mapeando tendências de consumo para diversos setores.

Tendências globais de consumo

Acesse o material completo

Mais conteúdos

Conheça nossas seções especiais e acesse recomendações, soluções para desafios de negócios próprios deste período e diversos conteúdos (pontos de vista, artigos, apresentações e webinares) sobre a crise de Covid-19.



Você achou útil?