Pesquisas

Small gains, big wins

M&A disruptivo: Crescimento e criação de valor por meio da inovação

Prioridade na agenda de muitos CEOs, a inovação disruptiva tem eliminado os limites existentes nas indústrias tradicionais e favorecido a convergência de modelos de negócios entre setores diferentes, como saúde, finanças, varejo, mídia, entre outros.

Ao mesmo tempo em que os líderes das organizações devem responder ao surgimento de novos entrantes em seus mercados tradicionais, precisam aproveitar novas forçar para criar os “negócios do amanhã” – e adotar essa mentalidade é essencial para a própria existência da empresa.

O estudo "Small gains, big wins" mostra que empresas de todo o mundo investiram cerca de US$ 880 bilhões em fusões e aquisições (M&A) entre 2015 e 2018 para adquirir tecnologias disruptivas e investiram US$ 220 bilhões por meio de venture capital (CVC). Uma parcela significativa desses negócios envolveu empresas fora do setor de tecnologia adquirindo ativos tecnológicos, o que representa um novo paradigma nas negociações.

A análise oferece a visão da Deloitte nos três estágios do ciclo de vida de um M&A disruptivo:

  1. Desbloquear novas fontes de crescimento lideradas pela inovação;
  2. Identificar e executar o negócio certo;
  3. Criar valor e entregar os retornos esperados.

À medida que a velocidade de inovação e mudança continua a ganhar ímpeto, espera-se que a capacidade de realizar transações disruptivas de M&A com êxito seja uma característica definidora da história de crescimento das organizações.
 

"Small gains, big wins"
Você achou útil?