Pesquisa

Tax Transformation Trends

Foco em tecnologia e transparência de informações para a função tributária

Este relatório faz parte da série Tax Transformation Trends, que captura a visão de 304 líderes de áreas tributárias e financeiras de organizações da Europa, América do Norte e Ásia a fim de compreender suas visões sobre o futuro de suas áreas.

Tributos em um mundo mais transparente

A tecnologia e a capacidade de analisar grandes bases de dados em pouco tempo possibilitaram o início de uma nova era, com maior potencial de transparência – e impactos diretos à gestão de reputação das organizações.

Na função tributária não foi diferente. À medida que a tecnologia melhorou a acessibilidade a informações, as exigências de autoridades tributárias e fiscais por transparência também cresceram. Nesse contexto, 70% dos líderes preveem que, dentro dos próximos três anos, as autoridades fiscais terão acesso direto aos seus sistemas.

Cabe aos líderes tributários buscar formas de responder a essas demandas, garantindo a governança e dando atenção à qualidade dos dados, aos investimentos previstos e aos modelos operacionais que podem ser mais eficientes em seu contexto.

Confira os principais insights da pesquisa 

Qualidade dos dados e ERP NextGeneration

Nova geração de ERP – Acesso a dados para a transparência fiscal

As organizações que já implementaram o ERP NextGen enxergam vantagens para questões além do compliance e dos reportes. Os respondentes desse grupo acreditam que, por meio dessa tecnologia, será possível aprimorar o processamento direto de dados para os processos fiscais e incorporar controles capazes de resolver problemas relacionados à qualidade dos dados.

Segundo o estudo, líderes tributários já estão utilizando os sistemas de ERP NextGen para obter acesso a dados sensíveis relacionados aos impostos. Com isso, é importante que essas lideranças entendam os requisitos referentes aos dados e os desafios relacionados à qualidade das bases para que possam colaborar com as decisões sobre o design de novos sistemas ERP.
 

25% dos entrevistados já utilizam o sistema atualizado de planejamento de recursos empresariais (ERP NextGen). Este grupo acredita que esses sistemas ajudarão as equipes fiscais a lidarem com os requisitos em evolução da administração tributária digital.

Investimento e novas tecnologias

Tecnologia impulsionando a transformação tributária

O estudo mostra que, à medida que a função tributária passa por transformações, seus líderes se envolvem cada vez mais em discussões sobre tecnologia em conjunto com as áreas de finanças, TI e até mesmo com a alta administração – e é importante que os líderes tributários estejam envolvidos em grandes decisões tecnológicas da organização, principalmente em assuntos como a modernização de ERP e a estratégia de dados corporativos.

Os esforços para exercer influência parecem produzir resultados – quase dois terços (63%) dos entrevistados indicaram ter autonomia significativa sobre a estratégia de tecnologia tributária, embora as condições para exercer a influência sejam diferentes em cada organização. Entretanto, 37% dos executivos que possuem autonomia sobre a estratégia têm apenas um controle limitado de seu orçamento de CapEx (despesas de capitais ou investimentos em bens de capitais).

48% dos entrevistados afirmaram que adotam uma abordagem proativa e expansiva para a estratégia em tecnologia, incluindo o redesenho de toda a arquitetura digital – representando uma mudança de atitude em relação à transformação tecnológica.

Modelos operacionais

Transformando as informações para um mundo mais transparente

Diferentes modelos de negócios, níveis de maturidade tecnológica e capacidades de talentos internos levam a diferentes considerações sobre quais processos terceirizar, por quanto tempo e quais condições exigiriam a volta das operações para dentro da empresa.

Os líderes tributários também devem considerar como gerenciar a administração tributária digital em seu modelo operacional. Mais da metade dos participantes da pesquisa planeja terceirizar atividades até certo ponto – isso pode envolver a adoção de uma solução global ou de país por país. Vale a pena notar que este é o único aspecto dos resultados em que existem diferenças regionais significativas dentro do grupo de pesquisa. Enquanto a maioria na Europa e na América do Norte terceirizará a administração tributária digital em um grau ou outro, a maioria na Ásia-Pacífico planeja gerenciá-la principalmente internamente.

80% dos líderes tributários concordam que sua função está evoluindo para um modelo que combina terceirização, in-sourcing e co-sourcing de operações tributárias, com os contornos determinados pelo processo específico e pela localização geográfica.

Continue explorando as novas tendências do setor e conheça a pesquisa Tax Transformation Trends com foco em operações.

Você achou útil?