tendencias-midias-digitais

Pesquisa

Tendências de Mídias Digitais 2022

Em direção ao metaverso

À medida que as opções de entretenimento da Geração Z e dos Millennials conquistam popularidade em todo o mundo, as experiências sociais e de jogos competem com os serviços de streaming pela atenção dos consumidores

A 16ª pesquisa global da Deloitte revela que os provedores de streaming de vídeo estão cada vez mais sendo desafiados a atrair e reter assinantes que se tornaram mais conscientes do conteúdo que querem consumir e como podem pagar para tê-los. Isso acontece principalmente em gerações mais jovens que cresceram com smartphones, mídias sociais e videogames – e que preferem experiências de entretenimento mais sociais e interativas.

Ao se prepararem para atender as necessidades da próxima geração de entretenimento digital, as empresas do setor devem avaliar como as pessoas se relacionam com conteúdos cada vez mais personalizados. Nesse ano, a pesquisa entrevistou 6.000 consumidores globais, incluindo o Brasil.

Tendências de mídias digitais

Confira as principais tendências:

A batalha por retenção nos streamings de vídeos continua

Os consumidores globais – especialmente a geração Z e Millennials – estão cada vez mais frustrados com seus provedores de serviços pagos.

Cinquenta e um por cento da Gen Z globais (e 52% dos Millennials) afirmam que cancelaram ou adicionaram serviços de streaming nos últimos seis meses.

Consumidores querem mais conteúdo de streamings de vídeos e opções de pagamento por eles

Oferecer flexibilidade nas opções de assinatura pode ajudar provedores desse serviço a reter clientes – e mantê-los por perto quando houver pausas na programação.

Trinta e quatro por cento dos consumidores globais dizem que programas de fidelidade podem fazê-los pensar em continuar com seu serviço de streaming.

O crescimento de conteúdos produzidos por usuários: melhor que chocolate?

Assistir a conteúdos elaborados por usuários online é uma atividade de entretenimento popular para muitos, especialmente os Gen Z.

Quarenta e um por cento dos consumidores globais passam mais tempo assistindo a conteúdos de vídeos caseiros feitos por usuários do que a programas de TV e filmes em streaming de vídeo.

Influenciadores digitais impulsionam o comércio social em todo o mundo

Os consumidores migram para as mídias sociais – e os influenciadores que encontram lá – para entretenimento, notícias, comunidade, além de descobrir produtos e serviços. Setenta por cento das pessoas entrevistadas afirmam que seguem um influenciador online.

O frenesi de jogos é global, social e... imparável

Liderado pela Gen Z e pelos Millennials, jogos se tornaram uma atividade de entretenimento favorita independentemente da idade dos consumidores.

Experiências de jogos em mundo virtuais e reais

No metaverso? O jogo atende às necessidades sociais e emocionais, além de monetizar a autoexpressão e oferecer mais entretenimento do que a vida real.

Oitenta e dois por cento dos jogadores globais que participaram de um evento virtual ao vivo dizem que produtos digitais foram o motivador para fazê-los participar.

Você achou útil?