tendencias-midias-digitais

Pesquisas

Tendências de mídias digitais 

Estudo da Deloitte destaca a união de experiências digitais

Em um mundo de escolhas infinitas de conteúdos digitais, os consumidores têm mais opções do que desejam assistir, escutar ou jogar. Com esse amplo leque de possibilidades, a complexidade e o esforço também acompanham a experiência de entretenimento.

Os consumidores de mídias digitais entendem que são responsáveis por selecionar o que querem acessar por meio de serviços de TV paga, streaming de vídeos, músicas e jogos. Porém, eles ainda precisam passar por vários serviços – desde opções pagas à gratuitas que contêm anúncios – para obter os conteúdos desejados.  

A 13ª edição da pesquisa global da Deloitte “Tendências de mídias digitais” destaca que os consumidores estão organizando sua própria maneira de consumir mídias e entretenimento em um mercado amplo e variado.

O streaming de vídeos representa o maior número de consumo e permanece como o serviço de entretenimento mais procurado.  Sessenta e nove por cento dos entrevistados têm uma assinatura de vídeo e 65% deles optam por TV paga. Os consumidores geralmente elegem os dois canais, alternando entre eles as necessidades.

Serviços de streaming de música apresentam um crescimento de 41% para 58% dos respondentes em relação ao ano passado – e jovens são os principais consumidores, sendo 60% da geração millennials.

Os jogos ganham visibilidade no mercado de mídia digital, uma vez que 32% dos entrevistados afirmam assistir esportes eletrônicos semanalmente. As plataformas de jogos atraem milhões de espectadores diariamente com profissionais do segmento transmitindo suas próprias partidas ao vivo.

Tendências de mídias digitais

A popularização da assistência de voz

Consumidores utilizam assistentes de voz para pesquisar e descobrir conteúdo, além de acessar serviços de streaming de música. O aumento foi 140% no ano passado em 36% dos lares.

Publicidade em excesso

Os consumidores estão dispostos a ver alguma publicidade, sobretudo se obtiverem conteúdos gratuitos em troca. No entanto, propagandas demais afastam os usuários. Setenta e cinco por cento dos entrevistados afirmam que os anúncios na TV paga são excessivos, enquanto 82% se incomodam com propagandas repetitivas.

Você achou útil?