Artigo

Banca em Análise

Edições anteriores

Com interesse

Edições anteriores do estudo Banca em Análise

Banca em Análise 2018

No âmbito da actividade bancária, assistimos em 2017 a uma trajectória mista no comportamento dos principais indicadores do sector. Observou-se um aumento global do total dos activos e dos capitais próprios dos bancos, no entanto o crédito líquido concedido a clientes, o produto bancário e os resultados líquidos dos bancos registaram um decréscimo. Neste período é ainda de destacar a conclusão do processo de adopção plena das Normas Internacionais de Contabilidade e de Relato Financeiro (IAS/ IFRS), uma medida muito relevante para o alinhamento dos bancos nacionais com as melhores práticas internacionais a nível de referencial contabilístico.

Banca em Análise 2017

O sector bancário angolano demonstrou em 2016 um elevado grau de
resiliência. Apesar da conjuntura económica adversa materializada nos níveis
historicamente baixos da cotação do petróleo nos mercados internacionais,
conseguiu alcançar um desempenho positivo, sendo de destacar o reforço dos
fundos próprios dos bancos, que registaram um aumento de cerca de 26% face a 2015.

Banca em Análise 2016

O ano de 2015 ficou assinalado pela nova regulação emitida pelo BNA que fomentou melhores práticas de gestão, nomeadamente o crescimento contínuo da utilização dos meios electrónicos de pagamentos, bem como dos activos e depósitos dos Bancos Comerciais. Este ano ficou ainda marcado pela conjuntura macroeconómica, que condicionou uma redução do rácio de transformação e um aumento significativo das provisões para crédito.

Banca em Análise 2015

Em 10 anos assistimos no sector financeiro a uma ambição extraordinária, da qual resultou uma evolução positiva muito significativa. Foram, nestes 10 anos, criadas mais de 10 instituições financeiras com actividade comercial, e as que já existiam assistiram a um crescimento no caminho da sofisticação e da implementação de modelos de sustentabilidade das suas operações que lhes oferecem hoje uma posição consolidada no mercado nacional e, em alguns casos, em mercados internacionais.

Banca em Análise 2014

O ano de 2013 voltou a observar um crescimento global e a registar resultados motivadores, materializados designadamente no crescimento de 12% do volume de activos, e de 13% nos resultados atingidos pelas Instituições Financeiras face ao ano anterior. Durante 2013, o BNA emitiu também um conjunto importante de regulação inerente ao controlo interno e gestão dos riscos.

Banca em Análise 2013

O crescimento do sector bancário angolano volta a ser verificado, em resposta ao investimento realizado pelos agentes do sector em anos recentes. Um dos aspectos mais relevantes foi o aumento expressivo do crédito a clientes, na ordem dos 26%. Para este facto contribui a confiança no Kwanza, reforçada pela estabilidade cambial, que tem sido fundamental para a prossecução de uma política de desenvolvimento do crédito concedido em moeda
nacional.

Banca em Análise 2012

O crescimento sustentado do sector financeiro é ainda um factor essencial para o acesso do país aos mercados financeiros internacionais. Mas não basta crescer. É fundamental transmitir aos investidores credibilidade, transparência e confiança. Várias alterações legislativas e outras normas regulamentares e de supervisão têm evoluído neste sentido.

Banca em Análise 2011

A regulamentação do sistema financeiro angolano cada vez mais exigente foi acompanhada por resultados que demonstram a capacidade do mesmo para crescer, diversificar a sua actividade e impulsionar a economia. Esta é a principal conclusão da sexta edição do estudo da Deloitte “Banca em Análise”.

Banca em Análise 2010

A banca angolana teve um comportamento positivo e registou uma tendência de crescimento em 2009, apesar da crise financeira internacional. Esta é a principal conclusão da quinta edição do estudo da Deloitte “Banca em Análise”.

Banca em Análise 2009

A quarta edição do estudo foi apresentada em Luanda, numa sessão que contou com a presença do ministro da Economia Angolano e do vice-presidente do Banco Europeu de Investimentos.

Banca em Análise 2008

A terceira edição desta publicação apresenta algumas melhorias em relação ao ano transacto, em particular através do desenvolvimento de temas considerados críticos para o sector bancário angolano.

Banca em Análise 2007

O estudo deste ano caracteriza o sector bancário angolano, onde os bancos de retalho deram continuidade ao processo agressivo de expansão física verificado no ano anterior.

Banca em Análise 2006

A Deloitte lançou a primeira edição desta publicação, resultado de uma parceria com a Associação Angolana de Bancos, que apresenta um estudo profundo, sobre o sector bancário angolano.

Did you find this useful?