Pesquisas

Nove grandes mudanças 

Transformações na área de tecnologia das empresas

O impacto da transformação digital nas organizações está além dos modelos tradicionais de TI. Os negócios de tecnologia, como são chamados, estão sendo moldados por nove grandes mudanças que alteram a forma como as empresas identificam, vivenciam, avaliam e medem as inovações tecnológicas.

Com o ritmo e o escopo acelerado da disruptura digital, organizações precisam desenvolver tecnologias como inteligência artificial, Internet das Coisas (IoT), robótica e realidade virtual para continuar bem-sucedidas no cenário atual.

A pesquisa global da Deloitte “Nove grandes mudanças” identifica os pontos-chave que delinearão o futuro dos negócios em tecnologia, em ordens interdependentes, que ao serem aplicadas em conjunto reestruturam modelos tradicionais e trazem êxito aos negócios.

Muitas empresas projetam negócios de tecnologia para serem totalmente capazes de lidar com ameaças ou possíveis oportunidades. No entanto, reconhecem também a necessidade da transformação digital, alinhado aos modelos operacionais de TI já existentes.

A ausência de iniciativas com propósito pode gerar falta de agilidade e inovação, prevenção de riscos e escassez de habilidades digitais modernas – limitando o crescimento dos negócios.

Nove grandes mudanças

As nove mudanças que impactarão as empresas:

1.    Agilidade e prontidão

2.    Inovação e ecossistemas

3.    Limites flexíveis

4.    Futuro do trabalho

5.    Governança e financiamento

6.    Liderança e cultura

7.    Digitalização

8.    Big data e analytics

9.    Cloud

A ordem das mudanças

  • Rápida: passa pela ideia de oferta operacional a curto prazo, visando possibilidades e oportunidades.
  • Sucessiva: criações inovadoras regulares precisam ser trabalhadas a todo momento, resultando consequentemente em uma mentalidade digital. 
  • Em escala: a capacidade de criar pilotos ou protótipos bem elaborados para um pequeno grupo de clientes, aplicando testes, contribuindo para uma receita corporativa dinâmica. 

A estrutura das nove mudanças pode ser usada para obter insights sobre causalidades latentes, além de projetar um futuro tecnológico com transições seguras, que incluem dimensões não técnicas, como capital humano, cultura e liderança.

Para obter oportunidades digitais de curto e longo prazo, as organizações precisam ser capazes de contabilizar cada uma das mudanças, bem como ter estratégias holísticas – para que não se tornem fenômenos isolados, mas interdependentes.

Você achou útil?